terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Acusado de matar agricultor foi preso em Palmeirandia

Foi preso na tarde desta segunda –feira (22) na capital do estado, São Luis, Elzidio Lobato Melo o “bochechinha” de 60 anos, acusado de ter assassinado a tiro o agricultor, Egino Chagas, no último dia (16) no povoado Cruzeiro, zona rural da cidade. Depois de atirar e matar o agricultor Bochechinha fugiu em uma motocicleta que o aguardava no local do crime. Pelos modos operantes, presume-se que o crime teria sido premeditado, confirma um dos irmãos do agricultor assassinado.
Elsidio deu um tiro a queima roupa no agricultor Egino, depois de uma discussão, da qual ele nem participava. Egino queria arar um pedaço de terra onde trabalhava há 18 anos onde plantava e vendia melancia e foi impedido por um grupo, que se intitula de quilombola e depois de invadir uma fazenda de Manoel de Gentil no povoado cruzeiro, reivindicava a área de terra no projeto de assentamento do INCRA.
Elzidio, é o terceiro elemento preso por envolvimento na morte do agricultor, o suspeito foi apresentado na delegacia e levado para o presídio de Pedrinhas. Essa é a segunda morte em conflito de terra em comunidades quilombolas de projetos de desapropriação do INCRA na Baixada.

Abaixo a matéria do Bandeira 2 no momento da apresentação de Elzidio em São luís.
video



Nenhum comentário:

Postar um comentário