quinta-feira, 30 de abril de 2015

 Prefeito Zé Martins vistoria construção de escola novas escolas em Bequimão.

O prefeito Zé Martins vistoriou, neste domingo (26), as obras da escola de quatro salas que está sendo construída no povoado Monte Alegre, em Bequimão. Outra no mesmo padrão também será feita no povoado Marinho. Os recursos foram adquiridos junto ao Ministério da Educação, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).



A construção da escola segue o padrão do “Projeto Espaço Educativo Urbano e Rural de 04 Salas de Aula”, com capacidade para atender até 240 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino). Pelo FNDE, a Prefeitura Municipal de Bequimão está recebendo assistência financeira, com caráter suplementar, objetivando a construção e o aparelhamento dessas escolas.



O vice-presidente da Associação de Moradores do Monte Alegre, José Albino Braga Ferreira, 47 anos, está acompanhando de perto cada detalhe da obra. O entusiasmo dele, ao ver as paredes da escola serem erguidas, revela o quanto esse benefício era aguardado pela comunidade. “É para o nosso desenvolvimento. Uma escola dessa aí é muito bom. Quatro salas de aula, vai ter sala de informática com dez computadores”, conta o morador, cheio de orgulho.

Padrão das escolas que serão entregues a população pela gestão do prefeito Zé Martins. 

José Albino disse que, depois da recuperação das estradas vicinais, um ônibus escolar passou a transportar os estudantes da comunidade até as escolas do Centro de Bequimão. Mas, na opinião dele, a situação vai melhorar ainda mais quando as crianças e jovens de Monte Alegre e dos povoados vizinhos puderem estudar perto de casa. “Melhor trazer o professor para a comunidade do que levar o aluno para lá”, avalia.



Avanço na Educação.



Segundo Zé Martins, os dois primeiros anos de sua administração foram dedicados a resolver problemas emergenciais do município, como a recuperação dos serviços de saúde pública e das estradas que dão acesso aos povoados. Nesse período, o prefeito dedicou-se, também, a buscar recursos para a reestruturação da educação.

“Até o mês de junho, vamos finalizar as obras da escola de seis salas que está sendo construída no Ferro de Gomar. Conseguimos, ainda, mais seis escolas de duas salas, que serão feitas no Balandro, Vila Nova, Boa Vista, Frechal, Santa Tereza e Rio Grande. Tudo isso, representa um grande avanço para a educação do nosso município”, destacou Zé Martins.

Ministerio Publico não funciona em Santa Helena e os escândalos continuam acontecendo

Como denunciamos aqui no blog, a empresa D. DE J. SAMPAIO ME não passa de uma empresa de fachada para o desvio e lavagem de dinheiro da prefeitura de Santa Helena. Mas, como se não bastasse o rombo milionário, ainda tem mais uma irregularidade. O endereço da empresa é o mesmo de um imóvel alugado pela Secretaria de Assistência Social para funcionamento de um centro de convivência para idosos. O contrato em nome de uma irmã do empresário de fachada, Daniel Sampaio, tem o valor total de R$ 12 mil reais e finaliza em 2016, mas no local, os portões estão fechados.

Na parte de cima do imóvel fica a residência de Daniel e sua família e na parte de baixo há muito tempo não funciona nada. No início da gestão do atual prefeito de Santa Helena, João Jorge de Weba Lobato, o mesmo local foi alugado para o funcionamento de uma biblioteca, que pouco tempo depois foi desativada. O local não tem nenhuma estrutura para o funcionamento de um centro de convivência de idosos, o que fica claro que o contrato é fraudulento.

Como mostram as informações de um comprovante de recebimento de edital de licitação, o endereço da empresa é o mesmo alugado pela Secretaria de Assistência Social.

A empresa de Daniel Sampaio faturou, este ano, um contrato de mais de 2 milhões de reais, mas há quem diga que ele só recebem cerca de 20% do valor. O restante fica todo no bolso do prefeito. Quanto as obras, tudo é feito por pedreiros e empreiteiros que cobram muito abaixo do valor licitado. Muitos desses operários já são funcionários da própria prefeitura.

Com todas essas provas, alguém acha que o Ministerio Público já fez ou estar fazendo alguma coisa. Nada! Absolutamente nada. E por muito menos muitos prefeitos no maranhão e no Brasil já foram cassados....


Do Blog da Terra Santa

 Fim ao cartel dos Ferry-Boats que servem a Baixada e não pagam impostos

A partir de uma série de movimentação do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, coordenado pelo professor Flávio Braga, o poder público, enfim, passou tomar providências concretas para pôr fim ao cartel escandaloso comandado pelas empresas Servi Porto e Internacional Marítima, que há anos bamburram de dinheiro às custa do aperreio dos usuários que precisam fazer o trajeto Ponta da Espera/Cujupe/Ponta da Espera, alguns, inclusive, semanalmente.

Tanto a Assembleia Legislativa do Maranhão quanto do Governo do Estado já deram sinais concretos de que tal como está não vai ficar essa molecagem que virou o serviço do ferry-boat.

No âmbito Poder Legislativo, uma importante audiência pública foi realizada no último dia 24 onde estiveram presentes o Chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, o Presidente da EMAP, Ted Lago, e o Presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana, Artur Cabral Marques.

Durante toda a audiência o assunto mais debatido foi justamente a quebra do monopólio Servi Porto/Internacional Marítima, além do relato quanto aos principais problemas enfrentados pelos passageiros, tais como: venda de passagens acima da capacidade das embarcações; péssimas condições estruturais dos portos; falta de higiene nas embarcações e nos portos; falta de serviço de telefonia móvel em Cujupe; longas filas de espera; impontualidade dos horários de partida e chegada; venda de passagens apenas em espécie e sem aceitar cartões de débito e de crédito, falta de acessibilidade para cadeirantes e deficientes físicos e ausência de meia-passagem para estudantes.

Escandalo - Isenção de impostos

Já na segunda-feira passada, dia 27, fruto do desdobramento da audiência pública, o 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, na Sala de Reuniões da Presidência, o secretário da Fazenda do Maranhão, Marcellus Ribeiro Alves, e o presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana (MOB), José Arthur Cabral.

O assunto tratado foi um outra aspecto que dá ar mais escandaloso ainda na questão do transporte de ferry-boat no Maranhão: a isenção de impostos estaduais e municipais para a Internacional Marítima e a Serv Porto.

Othelino Neto assegurou ter pedido ao governo para a analisar a possibilidade de acabar com tamanho privilégio às duas empresas, que são boas de arrecadar milhões em dinheiro vivo, mas péssimas em retribuir estes milhões em forma de bons serviços aos usuários

“Pedi ao governo que fizéssemos uma discussão para que possamos analisar a possibilidade de dar um basta a esses benefícios. Percebemos que o Estado tem um amplo programa de recuperação tributária, então, por que não atacar essa concessão que é injusta e indevida para duas empresas que têm lucros excessivos e prestam péssimo serviço à população? – questionou o deputado.

Licitação

O próprio governador Flávio Dino admitiu, via redes sociais, que um processo de licitação é a saída para que as mudanças também cheguem à baía de São Marcos, e já determinou que Agência Estadual de Mobilidade Urbana elabore o termo de referência para que o processo licitatório tenha início nos próximos meses.

O Fórum da Baixada apresentou, durante a audiência pública, cópia de uma denúncia protocolada no Procon, em que são relacionados uma série de abusos praticados pelas empresas que exploram o serviço atualmente. Aliás, o diretor geral do Procon, Durte Júnior, tem sido um gigante na luta por uma prestação de serviço mais digna e humana por parte do ferry-boat.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Deputado Victor usa a Tribuna da Câmara e faz apelo ao governador Flavio Dino

O deputado Federal Victor Mendes usou a Tribuna da Câmara e fez um apelo ao governador Flavio Dino para que ele determine a conclusão dos hospitais Macro Regionais de Bacabal, Santa Inez e Pinheiro.

Victor confirmou que o hospital de Pinheiro que já deveria estar funcionando e salvando vidas, hora paralisado, está com 95% das suas obras concluídas, faltando apenas pequenos acabamentos e os equipamentos.

 O deputado lembrou que há poucos dias uma criança perdeu a vida por falta de uma UTI e equipamentos e confirmou que se o novo hospital estivesse funcionando com certeza, mais uma vida teria sido salva.

Victor pediu para que o governador pare de olhar pelo retrovisor e olhe pra frente e comece a cumprir com as muitas promessas feitas aos maranhenses em especial ao povo da Baixada.

Confirmou que como deputado Federal, estará em Brasília para ajudar o governo e o Maranhão. Mas, não deixara de cobrar as necessidades e os anseios do povo da sua terra da sua região e do seu estado

Veja o video:
video
 

Assaltos, arrombamentos e roubos voltam a atormentar a população pinheirense

A coisa está feia e alarmante na cidade de Pinheiro, o alvo principal dos bandidos, agora são os estabelecimentos comercias. Coisa que há anos não acontecia, voltou a acontecer. A ousadia é tamanha que nos últimos dias, quatro estabelecimentos em Pinheiro sofreram arrombamentos e os ladrões fizeram o “raspa”.

Depois da Extraframa que teve um prejuízo de quase de R$ 100 mil reais com celulares e tabletes, a Calçadeira Janaina e o escritório do Dr. Luís Eduardo, a loja de roupas femininas WW Variedades na Av. Tarquínio Lopes, próximo ao Banco do Bradesco foi alvo da ação criminosas dos ladrões das madrugadas de Pinheiro que levaram praticamente tudo.

De acordo com informações repassadas a ação dos bandidos foi realizada pelo telhado da loja, após destelharem parte do estabelecimento, arrobaram o forro e adentraram com toda tranquilidade e fizeram um verdadeiro “raspa” levando praticamente todo o estoque da proprietária.

Nenhum suspeito foi preso até o momento e nenhuma mercadoria foi recuperada.

Por volta das 01:10h da manhã, a policia conseguiu frustrar a ação de um bandido mal-intencionado  no centro de Pinheiro. De acordo com informações da PM. Jailson Rodrigues Ribeiro de 22 anos morador do Bairro de Santa Luzia foi preso no momento em que tentava arrombar o portão da loja Calçadeira Janaina  na Av. Tarquínio Lopes em frente a Caixa Econômica no centro da cidade. O Suspeito foi abordado pela guarnição da PM e conduzido à Delegacia Regional e solto. 

O escritório do advogado Dr. Luís Eduardo, também sofreu ação dos bandidos no ultimo sábado. O ladrão fez um verdadeiro raspa, levando o Notebook do advogado um moldem um token e até o terno do advogado.

Para se ter uma ideia da violência e do descaso das autoridades policiais, só no final de semana passada oito motocicletas foram tomadas de assalto nas ruas de Pinheiro. O resultado disso. Nada! Absolutamente nada! A policia não diz nada e age como se nada tivesse acontecendo....

Prefeito Lobato não reforma escola e manda alunos para barracão em Santa Helena.

O desprezo pela Educação em Santa Helena na Baixada Ocidental Maranhense revolta a comunidade e os pais de alunos da localidade Boi de Carro na zona rural da cidade. A situação é um reflexo do descaso da administração do prefeito João Jorge Weba Lobato (PPS) o “Doutorzão”.

Moradores da comunidade indignados denunciaram à reportagem da TV Turiaçu que a escola construída na gestão da ex-prefeita Helena Pavão foi abandonada pelo prefeito e alunos estadão num barracão coberto de palha.

De acordo com os moradores, para não reformar a Escola Ivan Silva Weba, o prefeito alugou a Igreja da comunidade prometendo um repasse mensal, uma ajuda financeira que reforçaria o caixa na realização das festividades do padroeiro da povoação e outros gastos. Só que esse ajuda financeira nunca chegou causando ainda mais indignação na comunidade que pediu a desocupação do templo sagrado.
Como educação está longe de ser umas das prioridades da administração  do prefeito Lobato que já e considerada a  pior  desde a emancipação policia de Santa Helena, o prefeito tratou de mandar os alunos para um barracão coberto de palha, um local que nem de longe pode ser chamado de escola.

A vereadora Nelba (PP) pres. da câmara de Santa Helena, usou a tribuna da casa e classificou como falta de compromisso com a educação a situação que se encontram os alunos do povoado Boi de Carro.   Afirmou a vereador que 17 alunos frequentavam o barracão sendo 7 pela manhã e 10 pela tarde, e que os pais dos alunos entraram num consenso  e seus filhos deixarão de frequentar o local, e só retomarão o ano letivo com um local digno de um bom aprendizado.  

Blog da terra Santa