sábado, 22 de novembro de 2014

Uema forma mais 140 profissionais em Bequimão

Bequimão tem mais 140 profissionais licenciados no próprio município, por meio de cursos oferecidos pelo programa Darcy Ribeiro, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Na última segunda-feira (17), foi realizada a cerimônia de colação de grau dos cursos de Letras, História,Química, Física, Biologia e Matemática, com participação da pró-reitora de Extensão e Assuntos Estudantis, Vânia Martins, que representou o reitor José Augusto Oliveira, e o prefeito de Bequimão, Zé Martins, patrono das turmas.
Ao representar seus colegas como orador da turma, o recém-graduado Diego Valloni relembrou as dificuldades da rotina de um curso superior, cheia de trabalhos, provas e relatórios. Mas também destacou a importância das relações que foram construídos nos anos de estudos. “Que as experiências compartilhadas no percurso até aqui sejam a alavanca para alcançarmos a alegria de chegar ao destino projetado”, disse, em seu discurso.
O prefeito Zé Martins disse ter orgulho pela vitória de cada bequimãoense que se formava naquela noite e ressaltou as oportunidades que a UEMA tem aberto nas parcerias com Bequimão. Durante muito tempo, segundo o prefeito, quem quisesse fazer um curso superior precisava sair de sua terra e ficar longe da família. “Quero aproveitar este momento para dizer que essa parceria com UEMA vai continuar. Reafirmo à população meu compromisso em manter o programa. Por isso, já repactuamos o convênio e só estamos aguardando as definições do novo governo estadual, para que possam ser abertos novos cursos”, garantiu Zé Martins.
Para a pró-reitora de Extensão e Assuntos Estudantis, Vânia Martins, que é bequimãoense, falou do sentimento especial por dirigir uma solenidade de colação de grau no lugar onde nasceu. Ela considera que é pelo conhecimento que se alcança a verdadeira riqueza. “Hoje temos a certeza que a cidade nunca mais será a mesma, considerando que estes novos professores multiplicaram seus conhecimentos entre crianças, jovens e adultos. Hoje a UEMA escreve mais uma página da sua história nos municípios de Bequimão, Peri Mirim e Alcântara”, enfatizou.
A formanda Camila Rodrigues Pereira conduziu o juramento. Em seguida, a pró-reitora outorgou o grau aos formandos. Participaram da cerimônia o Coordenador de TCC do Darcy Ribeiro, Jackson Ronnie Sá da Silva; representando a coordenadora geral do Programa Darcy Ribeiro, Andrea Gomes Azevedo Cutrim; a Coordenadora do Polo de Bequimão, Ana Cléa Góis Rodrigues; o secretário de Educação de Bequimão, Aristides Amorim; e o vereadores Valmir, Vetinho e Amarildo.


Polícia prende homem suspeito de estuprar criança em Guimarães

Uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar, do município de Guimarães, coordenada pelo delegado Albert Fontes, culminou na prisão de Aldenir Farias de Melo, 25 anos, apontado como suspeito de estuprar uma criança de dois anos, na manhã desta sexta-feira (21).
O crime ocorreu na noite da quinta-feira (20), no Povoado Baiacu-Mirim. A família da vítima encontrou a criança nas imediações da casa, suja de sangue. A menina foi levada para o hospital da cidade, onde foi constatado o estupro. Mediante a seriedade do estado de saúde da criança, ela foi encaminhada para São Luís.
O caso foi denunciado à polícia, que prontamente conseguiu prender Aldenir naquela localidade. Ele foi conduzido para delegacia do município, onde confessou o delito e foi autuado pelo crime de estupro à vulnerável. De acordo com o delegado, Aldenir permanece custodiado na unidade policial à disposição da Justiça.

Farmácias são fechadas por descumprirem TAC

Uma ação conjunta do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Vigilância Sanitária e Conselho Regional de Farmácias (CRF) notificou, na quarta-feira, 19, a farmácia de Atenção Básica Municipal e fechou as farmácias do Trabalhador e Diniz por terem descumprido Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado com o MPMA. Todos os estabelecimentos são da cidade de São João Batista (a 280 km da capital).
 No acordo, assinado em outubro do ano passado, as farmácias e drogarias da comarca se comprometeram a cumprir, no prazo de 13 meses, a lei federal, que obriga os estabelecimentos a possuírem um farmacêutico de plantão e licença sanitária. Outro motivo do fechamento foi a ausência de registro no Conselho Estadual de Farmácias.
 O TAC foi proposto pela titular da Comarca de São João Batista, a promotora de justiça Maria do Nascimento Carvalho Serra.
 O termo proposto pelo MPMA baseou-se na lei nº 5991/73, que “dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos e dá outras providências”. Também é fundamentado pela Súmula nº 413, do Superior Tribunal de Justiça (STJ),