domingo, 1 de maio de 2016

Prefeito Zé Martins divulga homenagem aos trabalhadores de Bequimão no Dia do Trabalho

“Meu Pai trabalha sempre, e eu também trabalho” (Jo 5,17). Quero neste dia, que comemoramos o dia dos trabalhadores, manifestar nossa solidariedade aos homens e mulheres, do campo e da cidade, particularmente as mulheres que, pelo seu trabalho vem construindo suas próprias vidas e suas famílias. Que possamos fazer muito mais para que não tenhamos retrocesso. Que Deus proteja todos os trabalhadores e trabalhadoras, em especial aos do nosso município, Bequimão. (Prefeito Zé Martins).
TRAB

sábado, 30 de abril de 2016

Prefeitura de Santa Helena vai gastar mais de R$ 3,6 milhões com recuperação asfáltica

lbO Município de Santa Helena, comandado pelo prefeito Lobato, vai torrar a exorbitante quantia de R$ 3.602.620,00 (três milhões, seiscentos e dois mil e seiscentos e vinte reais) com a desculpa de recuperação asfáltica com sinalização.
A obra que deve ser mesmo apenas um tapa buracos eleitoreiro, pela aproximação das eleições, Lobato sabe que está caindo pelas tabelas, e vai tentar maquiar o máximo obras na cidade.
A empresa agraciada com as cifras milionárias é a Silva & Galvão, antiga parceira do Município. O contrato foi assinado pelo secretário de Administração e Finanças, Carlos Alberto Costa da Luz, no dia 20 de março deste ano.
O serviço deve ser entregue até o dia 20 de julho, ou seja, um pouco menos de três meses antes das eleições municipais. A população Helenense, estará de olho, Lobato já tapou buracos nas ruas de Santa Helena com barro, capim e cimento, se o tapa buracos acontecer desta vez com asfalto será uma novidade no município. Veja o contrato abaixo.
Com informações de Kiel Martins


santa-helena

Dinheiro desviado de fraude no INSS pode ter abastecido campanhas

A descoberta pela Polícia Federal do Maranhão, de um esquema que culminou em desvio que pode chegar a R$ 12 milhões dos cofres do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), levanta a suspeita que o dinheiro desviado tenha sido destinado ao financiamento de campanha eleitoral no estado. O esquema, desbaratado no dia 19 deste mês, resultou no cumprimento de 32 mandados judiciais, sendo 9 de prisão temporária, 19 de busca e apreensão e 04 de condução coercitiva.
Prejuízo identificado é de quase R$ 1,5 milhão no MA, segundo força-tarefa.
Prejuízo identificado é de quase R$ 1,5 milhão no MA, segundo força-tarefa.
A fraude, de acordo com a PF, contava com a participação do ex-prefeito de São Bento (MA), Luiz Gonzaga Barros, o Luizinho (PCdoB), contadores, um advogado especializado em causas previdenciárias, um ex-funcionário do Cartório de Palmeirândia, um servidor do INSS e intermediários.
Luiz Gonzaga Barros é suspeito de comandar o esquema criminoso
No entanto, levantamento realizado blog, com base em processos que tramitam no Tribunal Regional Federal (TRF), dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e informações solicitadas junto ao Serviço de Informação ao Cidadão da Dataprev — sistema que permite que qualquer pessoa, física ou jurídica, encaminhar pedidos de acesso à informação para órgãos e entidades do Poder Executivo Federal —, revela que além de Luizinho, também teriam se beneficiados das fraudes que estariam sendo praticadas desde 2010, um vereador, uma ex-candidata a prefeita e até um suplente de deputado federal.
O esquema consistia na concessão de aposentadorias para pessoas fictícias criadas virtualmente através da falsificação de documentos públicos. Os vínculos empregatícios inexistentes do instituidor eram implantados no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) junto à Prefeitura Municipal de São Bento/MA, com salários de contribuição no teto previdenciário, sendo transmitidos através de Guias de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP) irregulares.
processo2
Ex-prefeito, ex-candidata a prefeita e vereador de São Bento são investigados como suspeitos de integrar o esquema
QUEM SÃO OS SUSPEITOS?
Entre os suspeitos investigados pela Operação Vínculos, desencadeada pela PF para reprimir organização criminosa responsável pela prática de crimes previdenciários no Maranhão, está o vereador de São Bento, Rubemar de Jesus Rodrigues Sousa (PT) e a ex-candidata a prefeita da cidade, Maria da Conceição Viana Moniz, a Cita Moniz (PMDB). Os dois aparecem arrolados ao lado de Luzinho no mesmo processo da Justiça Federal que tem como autor a Superintendência da Policia Federal no Maranhão.
Rubermar, um dos envolvidos no esquema de fraude do INSS, foi eleito vereador de São Bento
Rubermar, um dos envolvidos no esquema de fraude do INSS, foi eleito vereador de São Bento
Além deles, quem também aparece como um dos suspeitos no esquema é o advogado Dalton Hugolino Arruda de Sousa, especialista em causas previdenciárias. Ele foi candidato a deputado federal em 2014 e ficou como suplente. Dalton foi um dos que foram conduzidos coercitivamente a prestar depoimento na PF, em São Luís. Além disso, o blog apurou que os agentes também apreenderam computadores e documentos, na busca e apreensão realizada no escritório do causídico.
A ‘FORÇA’ NA CAMPANHAO blog obteve um vídeo em que Dalton, faz um discurso no município de São Bento na campanha de 2014, pedindo voto aos eleitores da cidade. “Não vim aqui pra prometer, vim pra me compromissar. Eu quero um compromisso com São Bento”, declarou.
O mais tragicômico é que ele exalta que “não é filho de pai rico, não tinha padrinho politico, mas entrou com força na campanha para fazer acontecer”. O discurso do então candidato despertou vários questionamentos do editor do blog: “De onde veio o dinheiro que bancou a eleição do candidato?” “Onde ele encontrou tanta ‘força’ para percorreu o estado em busca de votos e de lideranças?”
São Bento foi uma das cidades onde a PF cumpriu mandados. Assim como São Luís, Palmeirândia, Pinheiro e Turilândia. Todos os investigados foram indiciados pelos crimes de estelionato previdenciário, inserção de dados falsos, associação criminosa e falsidade ideológica, cujas penas máximas acumuladas podem chegar a 24 anos de prisão, sem prejuízo de outras infrações penais que forem identificadas após a deflagração, como lavagem de capitais e organização criminosa.
Também houve determinação judicial para que o INSS suspenda o pagamento de 11 benefícios de pensão por morte, bem como a proibição de servidor da autarquia previdenciária de frequentar o ambiente de trabalho, além da determinação do afastamento das funções públicas pelo prazo de 90 dias.

do blog de Antonio martins

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Câmara de Pinheiro recebe pedido de cassação do mandato do vereador Lucas do Beiradão.

O pedido foi protocolado na secretaria do legislativo.
O pedido foi protocolado na secretaria do legislativo.
Na manhã desta sexta-feira, 29, foi protocolado na secretaria do legislativo pinheirense, pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o pedido de cassação do mandato do vereador, José Lucas Pereira Fernandes “Lucas do Beiradão” PSDB.
O vereador Lucas já foi acionado na Promotoria Púbica, pela Procuradoria Geral do Município por envolvimento na depredação do patrimônio público, e deve responder pela prática dos crimes de dano qualificado, incêndio qualificado, incitação ao crime de formação de quadrilha, e outros, reveja aqui.
Baseado nas denúncias já apresentadas contra o parlamentar, o Diretório Municipal do PMDB, deu entrada no pedido de cassação do mandato do edil, por quebra de decoro parlamentar.pmdb
Entenda o caso.
No último dia 21 um grupo de vândalos, depredou e saqueou o matadouro público da cidade de Pinheiro. O vereador, José Lucas, é acusado de ter participação ativa na ação criminosa que destruiu o patrimônio público.
Relatos de populares, e testemunhas arroladas no processo movido em desfavor do parlamentar, afirmam que o edil, teria organizado, incentivado, e patrocinado o ato de vandalismo. O vereador Lucas, nega todas as acusações, e garante que provará a sua inocência. 
Diante de depoimentos, imagens e áudios o Diretório Municipal do PMDB pede a perda do mandato do Edil. O pedido deve ser lido no plenário da Câmara Mundial de Pinheiro na próxima terça-feira. E quem pariu Matheus que embale.

Foragidos da justiça são executados a tiros em Palmeirândia.

Marcio Mendes Barros de 25anos e Elias Mendes Barros de 36 anos (foragidos de justiça), foram executados a tiros
Marcio Mendes Barros de 25anos e Elias Mendes Barros de 36 anos (foragidos de justiça), foram executados a tiros
Dois foragidos da justiça, foram assassinados na tarde desta quinta-feira, 28, na zona rural do município de Palmeirândia na Baixada Maranhense. Ambos eram residentes no povoado, Santo Antônio, e foram assassinados no povoado Cauaçu.
Populares entraram em contato com a Policia Militar da cidade, informando de dois corpos haviam sido encontrados, no povoado Cauaçu. A guarnição da PM saiu em diligencia para o local, e constatou a veracidade das informações.
Marcio Mendes Barros de 25anos e Elias Mendes Barros de 36 anos (foragidos de justiça), foram executados a tiros. A polícia informou que até o momento nenhum suspeito de envolvimento no duplo homicídio foi encontrado.

Deputado Cabo Campos se reúne com Fórum de Defesa das Carreiras do Executivo do Maranhão

plp 257Uma comissão do Fórum de Defesa das Carreiras do Executivo do Maranhão esteve presente na tarde de segunda-feira (25), para parabenizar o deputado Cabo Campos pelo seu pronunciamento na plenária da Assembleia Legislativa denunciando os prejuízos que os servidores públicos civis e militares maranhenses sofrerão se caso a PLP 257/16 for aprovada.
O Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/16, enviado ao Congresso na última terça-feira (22) para autorizar o refinanciamento da dívida dos estados e do Distrito Federal, terá um efeito devastador sobre os servidores públicos das três esferas de governo.
Peri Paz, presidente da Associação dos Servidores de Trânsito do Maranhão ASSETRAN-MA disse que presença aqui no gabinete tem por objetivo unir forças ao deputado e articular com os sindicatos dos demais servidores do Estado e outras entidades de nível federal para combater o PLP 257/16, que é o projeto de refinanciamento das dívidas do Estado que tenta colocar todo o peso dessas medidas no servidor, tentando assim cortar os direitos dando assim um golpe nestes contribuintes.


Para Samuel Sousa, membro da ASSETRAN-MA, o servidor público estadual sairá prejudicado quando este projeto injusto. Já Francisco Saraiva da Silva Junior, representante do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão e da União dos Fiscais Agropecuários Brasileiros explicou que a PLP 257/16 trata da dívida do estado com a União onde os principais prejudicados são os servidores e como o deputado Cabo Campos já fez um discurso na plenária denunciando este abuso que tem inclusive os servidores militares como grandes prejudicados, vimos nos unir a ele e propor a criação de uma Audiência Pública com os sindicatos e convidar o governo do Estado pra discutir com clareza esse assunto.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Pacientes denunciam situação de calamidade no Hospital de Santa Helena


1
Pacientes reclamam do estado de abandono do Hospital da cidade de Santa Helena na Baixada Maranhense. Imagens feitas por um acompanhante, mostra o descaso da administração do prefeito Lobato (PPS) que brica de fazer saúde.
De pequenos reparos, como trinco nas portas a falta de medicamentos, o descaso é total. O Blog do Vandoval Rodrigues, recebeu imagens enviadas por um acompanhante, que mostram a real situação que se encontram os leitos do Hospital de Santa Helena.
Macas e berços sem colchoes, colchoes rasgados, além da ferrugem que corrói as estruturas de ferro é com esse descaso e desconforto que o prefeito, Lobato, trata os pacientes da cidade.
O Blog já mostrou a situação precária que atendem as equipes de PSF na zona rural da cidade reveja aqui. Os helenenses contam os dias pra dar um basta ao caos que se instalou no município em todos setores, depois que Lobato assumiu o município com o discurso da mudança. Abaixo as imagens do descaso. 
2345