sexta-feira, 26 de maio de 2017

Campanha de Vacinação contra Influenza: Santa Helena supera meta e atinge 92,11% do público alvo

Faltando poucos dias para encerrar a Campanha de Vacinação contra Influenza em Santa Helena, a Secretaria Municipal da Saúde já atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. 92.11% do público alvo foi atingido.
Até agora foram imunizadas 7.464 pessoas no município. A vacinação segue até esta sexta-feira dia 26 de maio em todo o país.
O prefeito Secretário de Saúde do Município, Fábio Nascimento, um dos incentivadores da campanha, comemorou os números atingidos. “fico feliz que a população tenha entendido a importância da vacinação. Nossas equipes de saúde também fizeram um ótimo trabalho de conscientização do público alvo, sobre a importância da vacina, afinal, e é fundamental que as pessoas que são mais sensíveis a doença, estejam imunizados”, conclui o Secretário.
Conforme orientações do Ministério da Saúde devem ser vacinadas pessoas acima de 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, mulheres que deram à luz até 45 dias, trabalhadores da saúde, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e professores.
Santa Helena aparece na 5ª posição no Ranking da Baixada com 92.11% do público alvo atingido.
A vacina protege contra três subtipos do vírus influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. A influenza, popularmente conhecida como gripe, é uma doença respiratória transmitida por meio de gotículas expelidas pela pessoa doente ao falar, espirrar ou tossir. A transmissão também pode ocorrer por fômites (contato direto ou indireto com secreções das vias aéreas).
De acordo com o ministério, é fundamental que as pessoas se vacinem neste momento para estarem protegidas durante o inverno, quando os diversos vírus da influenza começam a circular com maior intensidade.

O empreendedorismo, a passos de formiga, cresce nas universidades

Apenas 6% dos alunos de ensino superior são empreendedores. Mas algumas iniciativas universitárias querem mudar esse quadro

São Paulo – Pense em uma sala típica de uma universidade brasileira, com 50 alunos. Quantos sonham com um cargo em órgãos públicos assim que se formarem? Cerca de 21 estudantes. E quantos deles são donos do próprio negócio? Apenas três.
O principal motivo para essa discrepância de expectativas profissionais não é a falta de recursos financeiros: 30% dos universitários dizem não possui interesse em empreender simplesmente por nunca ter pensado em tal possibilidade, desconhecida ao longo da vida escolar.
Os dados são da quarta edição da pesquisa “Empreendedorismo nas Universidades Brasileiras”, realizada pela Endeavor e pelo Sebrae no ano passado. O estudo contou com a participação de 2230 alunos e 680 professores, pertencentes a mais de 70 instituições de ensino superior pelo país.
Há cerca de 20 anos, começou-se a ouvir conversas no Brasil sobre empreendedorismo nas universidades, segundo a diretora técnica do Sebrae Heloísa Menezes. “Houve iniciativas muito pontuais nas universidades, especialmente as ligadas aos cursos de administração e ciências da computação”, analisa.
Algumas universidades espalhadas pelo Brasil querem mudar o desconhecimento sobre o empreendedorismo como opção de carreira. Nelas, a cada novo ano escolar, os alunos podem elaborar planos de negócios; expor suas ideias em feiras; capacitar-se em workshops; participar de aceleradoras, empresas juniores e incubadoras; e, por fim, conversar com investidores e lançar sua própria empresa.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

TCE emite Parecer Prévio pela aprovação das contas de Roseana Sarney

Em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira (24), o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) emitiu Parecer prévio pela aprovação das contas da ex-governadora Roseana Sarney relativas ao exercício de 2014, último ano de sua gestão à frente do governo do estado. As contas tiveram como relator o conselheiro Jorge Pavão e contaram com parecer assinado pelo procurador chefe dodo Ministério Público de Contas (MPC), Jairo Cavalcanti Vieira, .
As contas foram aprovadas sem ressalvas, concordando em parte com o parecer do MPC, que propôs aprovação com ressalvas e emissão de recomendações com base em ocorrências e impropriedades que, de acordo com o relatório, não foram suficientes para comprometer a regularidade das contas. Mesmo assim, o relator decidiu pela manutenção de uma série de recomendações que deverão ser observadas pelas gestões seguintes.
As ocorrências foram apontadas pela análise efetuada pela Unidade Técnica competente, expressa no Relatório de Instrução nº 7546/2015 UTCEX1, elaborado pelos auditores de controle externo Gerson Portugal Pontes, Helvilane Maria Abreu Araujo, Jorge Ferreira Lobo, Jorge Luís Fernandes Campos, Karla Cristiene Martins Pereira, Keila Heluy Gomes, Margarida dos Santos Souza e Maria Irene Rabêlo Pereira.
Na defesa prévia apresentada em maio do ano passado, a ex-governadora Roseana Serney conseguiu eliminar duas das ocorrências apontadas, relativas a empenhos estornados sem justificativa e audiências públicas, tendo sido mantidas as demais
Foram sete os itens da prestação de contas a apresentar impropriedades. Elas dizem respeito ao não cumprimento das metas fiscais previstas na LDO, divergências na Receita Corrente Líquida, não pagamento integral dos precatórios nos exercícios de 2012, 2013 e 2014, disponibilidade financeira na conta da Educação insuficiente para cumprir as obrigações empenhadas e não envio na prestação de contas da lei ou decreto que estabelece os serviços passíveis de terceirização a serem contratados via processo licitatório.
Como aspectos positivos, foi constatado a inexistência de qualquer prejuízo para o alcance e obediência dos limites constitucionais e legais com gastos com pessoal, e para a aplicação mínima de recursos públicos com saúde e educação, bem como para a boa gestão quanto à assistência social, durante o exercício.
A Educação foi o setor foi que alocou maior volume de aplicação de recursos públicos. A despesa total com educação obteve um crescimento de 172,63%, ao longo do mandado da gestora (2011 a 2014), e 136,42% em relação ao exercício anterior. Ao passo que as despesas com os profissionais do magistério (os 60% da obrigação legal), obtiveram um crescimento de 842,11%, ao longo do mandado findo (2011 a 2014) e 243,60% em relação ao ano anterior.
O regime próprio de previdência para os servidores públicos do Estado do Maranhão, criado pela Lei Complementar nº 073, de 04/01/2004, fechou o ano de 2014, de acordo com o Balanço Geral do FEPA, com R$ 1.482.866.244,70 de receita e R$ 1.390.317.291,55 de despesa, gerando, assim, para o FEPA, um superávit de R$ 92.548.953,15 (noventa e dois milhões, quinhentos e quarenta e oito mil, novecentos e cinqüenta e três reais e quinze centavos).
RECOMENDAÇOES – mesmo considerando as inconsistências encontradas insuficientes para comprometer as contas, o relator, em sintonia com o MPC, entendeu serem cabíveis recomendações com o objetivo de auxiliar o atual e futuros governos na correção e prevenção de eventuais falhas. Confira abaixo:
Considerando os critérios de rateio do ICMS (25%) estabelecidos na Lei Estadual 5.559/92 e o baixo desenvolvimento da maioria dos municípios maranhenses, recomenda-se que o Governo Estadual faça um estudo sobre essa atual forma de distribuição do ICMS e a possibilidade de implantação de uma outra forma que permita maior equidade social;
Em razão dos crescentes valores de precatórios incluídos no orçamento, recomenda-se que o Estado do Maranhão faça o devido pagamento dos precatórios de exercícios anteriores em aberto. Também, para fins de planejamento orçamentário, que haja o acompanhamento, controle e centralização das informações referentes aos processos judiciais que estejam em vias de se tornarem precatórios nos anos seguintes (pelo menos 3 anos), para, assim, garantir recursos suficientes (provisões) visando seus efetivos pagamentos, nos termos do art. 100 da Constituição Federal.
A metodologia aplicada pelo TCE/MA quanto apuração das receitas e das deduções dessas para compor a RCL com base na documentação de prestação de contas enviada ao TCE, gera, ainda, divergências quando comparado com a RCL do Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO). Sendo assim, recomenda-se que na prestação de contas enviada ao TCE, demonstre adequadamente as Receita e suas deduções, evitando resultados divergentes.
Somente a demonstração do cumprimento dos limites constitucionais e legais na Educação não refletem com rigor o desempenho da gestão nesta função. Além disso, mesmo cumprindo estes limites o Estado continua apresentado índices baixos na Educação. Assim, recomenda-se que a Secretaria de Educação Estadual faça avaliação anual da gestão e apresente ao Tribunal relatórios mais consistentes de forma evidenciar o que tem sido feito para melhorar a educação no Estado.
Recomenda-se que o Estado do Maranhão busque cumprir as metas fixadas no Anexo de Metais Fiscais da Lei de Diretrizes Orçamentária, com a adoção das providências previstas no art. 9° da Lei de Responsabilidade Fiscal, sempre que necessário para o alcance das mesmas;

Flávio Dino a um passo de garantir corte de 21,7% dos servidores do MA

O governador Flávio Dino (PCdoB) caminha a passos largos para conseguir derrubar, no Tribunal de Justiça, do Maranhão, todas as decisões que garantiram reajuste de 21,7% a servidores de nível médio e fundamental dos Três Poderes, do Ministério Público e do TCE-MA.
Na sessão de ontem, os desembargadores começaram a julgar um Incidente de Resolução de Demanda Repetitiva (IRDR) suscitado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) para que a Corte uniformize o entendimento das Câmaras Cíveis Reunidas acerca da improcedência de ações com o objetivo de implantar esse reajuste nos contracheques dos trabalhadores.
A votação estava 9 a 3 pela procedência do entendimento do governo quando três pedidos de vistas interromperam a apreciação do caso. Servidores que acompanhavam a sessão não têm mais esperanças de uma reviravolta no caso.
Se o IRDR for definitivamente julgado a favor do Estado, pode derrubar de vez os ganhos dos funcionários.
Num primeiro momento, a decisão deve impedir apenas que novas ações de servidores pela implantação dos 21,7% sejam julgadas procedentes.
Mas como ainda tramita no TJMA uma ação rescisória do governo Flávio Dino para retirar de vez o reajuste de todos os que já o recebem, há o temor, por parte dos trabalhadores, de que o julgamento iniciado ontem seja apenas o primeiro passo antes de um golpe nos seus rendimentos.
Saiba mais sobre o assunto clicando aqui.

Após audiência promovida pelo MPF/MA, Ufma avalia possibilidade de transferir períodos do curso de Medicina de Pinheiro para São Luís

Em audiência pública realizada na tarde desta terça-feira (23), na sede do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), a instituição mediou debate entre a Universidade Federal do Maranhão (Ufma) e alunos da graduação de Medicina do campus Pinheiro sobre a falta de condições para o bom funcionamento do curso. Na ocasião, foram discutidos aspectos como a precária infraestrutura dos espaços destinados às atividades do curso, insuficiência de aulas práticas e de professores especialistas em determinadas áreas de medicina e alteração do plano pedagógico da graduação, problemas que, segundo os estudantes, prejudicariam a formação acadêmica.
A mesa, presidida pela Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Talita de Oliveira, pelo procurador-chefe da Procuradoria da República no Maranhão, Juraci Guimarães Júnior, e pelo procurador da República Alexandre Silva Soares, foi composta pela reitora da Universidade Federal do Maranhão, Nair Portela Silva Coutinho, pela pró-reitora de Ensino da Ufma, Dourivan Câmara de Jesus, pelo presidente do Conselho Regional de Medicina no Maranhão (CRM-MA), Abdon José Murad Neto, por representante do Centro Acadêmico de Medicina Pericumã, Yago Galvão Viana, e pelo defensor público federal Yuri Michael Pereira Costa.
De acordo com o procurador-chefe, o MPF/MA busca uma solução a partir do diálogo entre os envolvidos, pois a alternativa judicial não permitiria a solução imediata do problema dos alunos, que precisam de uma resposta efetiva em um curto espaço de tempo.
Para a procuradora Talita de Oliveira, “A audiência pública foi convocada com o intuito de subsidiar a atuação do Ministério Público Federal no âmbito do Inquérito Civil, mais especificamente identificar atuações possíveis, extraprocessuais ou processuais, destinadas a evitar ou reduzir, definitiva ou temporariamente, os transtornos e lesões a direitos experimentados pelos alunos do curso de Medicina do Campus de Pinheiro/MA da Universidade Federal do Maranhão – UFMA,” disse.
Encaminhamentos – Ao final da audiência, foram dados os seguintes encaminhamentos: a Ufma se comprometeu a, em até 15 dias, avaliar junto aos colegiados competentes da instituição a possibilidade de realizar, em situação emergencial e temporária, a transferência do 4º ao 7º período do curso de Medicina do campus Pinheiro para São Luís, destacando-se, de antemão, que a Universidade não teria condições de arcar com as despesas pessoais dos alunos. A proposta será discutida com o colegiado do curso e conselhos pertinentes, com a participação de representantes dos estudantes, dos pais dos estudantes e do corpo docente do Campus de Pinheiro. Por terem condições de permanecer funcionando em Pinheiro, os três primeiros períodos deverão iniciar na data prevista de 29 de maio de 2017, com a prévia adequação, por parte da UFMA, da Semana Padrão (calendário de aulas semanais).
A Ufma também vai verificar a disponibilidade de salas no campus São Luís no período noturno, que, conforme reportado por alunos, conta com salas vazias no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) e no prédio do curso de Odontologia. A instituição vai estudar, ainda, a possibilidade de as aulas práticas em São Luís serem ministradas por professores de Pinheiro.
A procuradora Talita de Oliveira, o defensor público federal Yuri Costa e o presidente do CRM-MA se comprometeram a visitar o campus da Ufma em Pinheiro para verificar a situação do curso.
Os alunos de Medicina em Pinheiro concordaram com o início das aulas para os períodos 1, 2 e 3 na data prevista se a Semana Padrão for reorganizada.

Prefeito Zezildo Almeida adquire veiculo para Saúde de Santa Helena

A Prefeitura Municipal de Santa Helena segue executando o projeto de renovação de sua frota. No quinto mês de gestão, adquiriu um automóvel Fiat Pálio Fire, 0km, que será utilizado pelo Departamento de Saúde.
O veículo será utilizado no transporte de equipes médicas e outras necessidades da Secretaria de Saúde do município. Essa conquista dará mais conforto, comodidade e rapidez para os servidores da saúde que necessitam diariamente do transporte para se locomoverem.
O prefeito Zezildo Almeida (PTB), salientou a importância da conquista e o investimento na Saúde. “Sabemos da importância de se investir na Saúde. Seguimos investimento muito na área e tenho certeza de que esse veículo para o transporte será muito útil para a população helenense. O nosso compromisso é seguir trabalhando para trazer mais desenvolvimento para o município”, observou garantiu o prefeito.
Com o novo veículo, destacou o Secretário de Saúde  Fábio Nascimento, a equipe do Saúde da Família  terá mais facilidade de locomoção. “Agora eles poderão fazer as visitas de rotina sem que tenham que depender de carro utilizado por outros setores e que nem sempre estão à disposição”, observou o secretário.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Deputado Victor usa microfone e mostra sua indignação contra abusos de deputados contra o Brasil

video
O deputado da Baixada Victor Mendes usou o microfone da Câmara em seção tumultuada numa clara demonstração de tentativas de tumultuar as votações de reformas importantes para o pais, para mostrar que não foi eleito apenas para ser mais um deputado daqueles que se contentam em ficar apenas balançando a cabeça e aprovando o que mandam os que se acham donos do poder.


Conquistando espaço no seu partido já como vice Líder do PSD e participando de comissões importantes e levantando temas importantes para o Brasil, como dos Resíduos Sólidos, o deputado Victor mostrou na sua fala que não que ser só mais um entre os 513 deputados, mas, com respeito aos seus eleitores e ao povo do seu estado e do seu pais,     a pesar da grave crise política, económica e social pela qual passa o Brasil, cumprir com o seu papel para o qual foi eleito, legislar e ajudar a aprovar leis e reformas que ajudem o Brasil a sair desse buraco. Vejam abaixo o vídeo da fala do deputado Victor

Pinheiro: policial reage a assalto e mata dois bandidos

Informações de internautas dão conta que um policial reagiu a um assalto matando dois dos assaltantes e ferindo um terceiro que fugiu em uma canoa.
As informações ainda não confirmadas oficialmente que circulam nas redes, afirmam que um Policial caminhava no trapiche da APA de Pinheiro quando foi abordado por um trio de assaltantes que chegou de canoa pelo rio Pericumã.
O policial ao receber voz de assalto reagiu efetuando vários disparos contra o trio. Dois teriam morrido e um terceiro teria conseguido fugir em uma canoa.
O corpo de um dos assaltantes já foi encontrado e o segundo que caiu no rio Pericumã está sendo procurado neste momento pela equipe do Corpo de Bombeiros de Pinheiro.
O terceiro assaltante também foi baleado segundo as informações.
A qualquer momento o blog trará mais informações sobre o acontecido.

Sebrae no MA realiza mais de 12 mil atendimentos na 9ª Semana do MEI

Com ações em 37 municípios e 39 pontos de atendimento espalhados pelo estado, a iniciativa do Sebrae apresentou resultados melhores do que o registrado em 2016
A 9ª Semana do MEI foi considerado um sucesso por ter superado os resultados de 2016
Os técnicos e consultores credenciados do Sebrae realizaram 12.105 atendimentos durante a 9º Semana Nacional do MEI e 4ª Semana de Educação Financeira no Maranhão. Este número é 4,8% maior do que o registrado em 2016, quando foram realizados 11.550 atendimentos.
“Este resultado mostra que, com profissionalismo, dedicação e criatividade, é possível realizar mais e obter melhores resultados. Atuamos no estado inteiro, realizamos ações em 37 cidades maranhenses, ampliamos a capilaridade das ações com o apoio de uma rede de parceiros, públicos e privados, e desta forma conseguimos amplificar o atendimento para os pequenos negócios, em especial aos Microempreendedores Individuais”, comentou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.
Ao todo, durante a 9º Semana Nacional do MEI e 4ª Semana de Educação Financeira foram realizados 277 palestras e oficinas em 39 pontos de atendimento no estado. Além disso, foram realizadas 94 formalizações de MEIs, 5.107 orientações empresariais e 586 consultorias.
“Os resultados alcançados mostram a aceitação do Sebrae pelos empreendedores do estado. As metas para as Semanas do MEI e de Educação Financeira foram superadas com tranquilidade, porque o maranhense confia que a instituição está fazendo seu papel”, acredita o diretor técnico do Sebrae, José Morais.
A 9ª Semana do MEI e 4ª Semana de Educação Financeira aconteceu de 8 a 13 de maio. Em Pinheiro uma decisão inédita marcou a semana, pela primeira vez as ações não aconteceram apenas na sede da Unidade Regional do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae) em Pinheiro. A descentralização levou capacitações para os municípios de Guimarães, Alcântara e Bequimão, além é claro da cidade de Pinheiro.
A semana do MEI na regional alcançou números expressivos, foram quase 500 atendimentos, através de 08 palestras com mais de 200 participantes, 11 oficinas com mais de 190 participantes e 95 atendimentos especializados entre consultorias e orientações técnicas. A unidade regional do Sebrae de São Luís foi quem mais realizou atendimentos no estado, seguida de Imperatriz (1.619) e Caxias (1.425).
MEI
No Brasil, os Microempreendedores Individuais já chegam a 7 milhões de pessoas que encontraram na formalização uma maneira mais segura de conquistar o seu espaço no mercado e possuem, hoje, cidadania empresarial sendo incluídas no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), com vantagens como redução tributária e seguridade da Previdência Social, passando a ter direitos como aposentadoria, auxílios maternidade e doença, dentre outros.
No Maranhão, os MEIs já ultrapassam 92 mil, de acordo com estatísticas do Portal do Empreendedor do dia 30 de abril, sendo a capital São Luís o município que concentra o maior número, com 30.309, seguido de Imperatriz (8.145), São José de Ribamar (4.009), Timon (2.989) e Paço do Lumiar (2.444).
Semana do MEI em Números
Resultados da edição de 2017 superaram em 4,8% os registrados em 2016
2016                2017
Cidades                                  28                    37
Atendimentos                        11.550             12.105
Palestras e Oficinas                229                  277
Pessoas capacitadas*             4.845               6.402
Formalizações                        197                  94
Consultorias                           647                  586
*Pessoas capacitadas em palestras e oficinas

SEBRAE/MA

Os novos donos do poder querem intimidar jornalistas

A divulgação de uma conversa entre o jornalista Reinaldo Azevedo e sua fonte Andréa Neves mostra bem a cara dos novos donos da República brasileira. A exposição a que foi imposta a Azevedo fere de morte o sigilo da fonte, direito constitucional, agora desrespeitado. Infelizmente estamos no Brasil.
Segue abaixo o texto enviado pelo jornalista ao BuzzFedd:
“Pela ordem:
Comecemos pelas consequências.
Pedi demissão da VEJA. Na verdade, temos um contrato, que está sendo rompido a meu pedido. E a direção da revista concordou.
1: não sou investigado;
2: a transcrição da conversa privada, entre jornalista e sua fonte, não guarda relação com o objeto da investigação;
3: tornar público esse tipo de conversa é só uma maneira de intimidar jornalistas;
4: como Andrea e Aécio são minhas fontes, achei, num primeiro momento, que pudessem fazer isso; depois, pensei que seria de tal sorte absurdo que não aconteceria;
5: mas me ocorreu em seguida: “se estimulam que se grave ilegalmente o presidente, por que não fariam isso com um jornalista que é crítico ao trabalho da patota;
6: em qualquer democracia do mundo, a divulgação da conversa de um jornalista com sua fonte seria considerada um escândalo. Por aqui, não;
7: tratem, senhores jornalistas, de só falar bem da Lava Jato, de incensar seus comandantes.
8: Andrea estava grampeada, eu não. A divulgação dessa conversa me tem como foco, não a ela;
9: Bem, o blog está fora da VEJA. Se conseguir hospedá-lo em algum outro lugar, vocês ficarão sabendo;
10: O que se tem aí caracteriza um estado policial. Uma garantia constitucional de um indivíduo está sendo agredida por algo que nada tem a ver com a investigação;
11: e também há uma agressão a uma das garantias que tem a profissão. A menos que um crime esteja sendo cometido, o sigilo da conversa de um jornalista com sua fonte é um dos pilares do jornalismo”.
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e o secretário estadual de Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry Barroso, podem responder por improbidade administrativa por supostamente haverem autorizado o pagamento e a divulgação de propaganda institucional com informações falsas a respeito do programa Escola Digna.
A descoberta foi feita após solicitação de informações pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) a respeito das atividades do programa, há cerca de um mês. Inicialmente, o pedido chegou a ser negado pela base governista na Assembleia Legislativa do Maranhão, que acabou cedendo diante da pressão popular nas redes sociais ao secretário estadual de Educação, Felipe Camarão.
Segundo a publicidade governamental espalhada em diversos outdoors e outbus, principalmente em São Luís, o Palácio dos Leões já teria reformado ou totalmente construído 574 escolas, por meio do Escola Digna. Contudo, documentos oficiais encaminhados à Casa por Camarão desmentem a propaganda do governo, informando que apenas 354 escolas foram reformadas ou construídas.



Em tese, o governo cometeu improbidade administrativa, lesão ao patrimônio público e, possivelmente, diante da proximidade das eleições e da autopromoção, crime eleitoral. Qualquer que tenha sido a incorreção, cabe ao Ministério Público o acompanhamento e ajuizamento de ação na Justiça.
Além do progressista, a deputada Andréa Murad (PMDB), que também questionou os números da propaganda oficial do governo com base no documento apresentado pelo titular da Seduc, promete acionar Flávio Dino e Márcio Jerry em razão da falsa informação disseminada com dinheiro público.
“O governador está gastando milhões para financiar uma campanha de obras em escolas que não estão acontecendo. No comercial tem 574 novas escolas e nos relatórios têm números bem inferiores. Quero adiantar que vou ajuizar uma ação contra Flávio Dino e Márcio Jerry pelo ato lesivo de tentar ludibriar a população pela veiculação de propaganda enganosa”, garantiu.
Reforma fantasma
Além de ter divulgado informação enganosa na propaganda oficial, o Palácio dos Leões pode ainda ter repassado números falsos aos deputados estaduais, o que pode caracterizar crime de responsabilidade.
Nessa segunda-feira 22, Wellington revelou que uma das escolas apontadas nos documentos apresentados por Felipe Camarão como reformada estaria, na verdade, com as obras paradas.
Trata-se do Centro Escolar (CE) Professor Antônio Carlos Beckman, mais conhecido como Bandeirantes, que fica no município de Açailândia.



De acordo com a placa colocado pelo Governo do Maranhão no local, a obra de reforma e ampliação da unidade escolar está orçada em quase R$ 537 mil, tendo como prazo de 120 dias para a conclusão. O dinheiro, segundo a placa da obra, é oriundo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Na planilha do programa Escola Digna estregue por Camarão aos deputados estaduais, o CE Bandeirantes é apontado entre as escolas com a reforma já totalmente concluída. Contudo, conforme imagens divulgadas pelo progressista após visita ao local, a unidade ainda se encontra em reforma há quase um ano, e distante de ser concluída. O próprio Wellington levantou a possibilidade do governo haver cometido improbidade.

“O governo enviou ofício à Assembleia Legislativa com a relação das escolas reformadas ou reconstruídas, e consta no documento que a Antônio Carlos Beckman foi reformada em 2015. Erram ao redigir o documento? Porque a escola Carlos Beckman não foi reformada. É assim que eles trabalham? Na propaganda, é de um jeito. Na realidade, é outra. Se for de fato dessa forma, isso caracteriza um desrespeito com alunos, pais e professores, podendo até mesmo caracterizar improbidade administrativa”, disparou.
Placa irregular
Além das falsas informações na propaganda e documentos oficiais do governo, a própria placa afixada no local está irregular.
Pela legislação específica, além do nome da empresa responsável pela obra e do valor orçado, placas de obras públicas devem obrigatoriamente conter informações como início e término da obra, para que o cidadão possa fiscalizar quanto aos atrasos.

Na da reforma e ampliação do CE Antônio Carlos Beckman, porém, o prazo foi maquiado, não sendo informado quando a obra começou e nem quando ela deveria terminar.

O ATUAL7 solicitou por e-mail ao governo estadual e ao Ministério Público um posicionamento a respeito das falsas informações e irregularidades no programa Escola Digna, e aguarda retorno.

GOVERNO DO MARANHÃO, DE MAL A PIOR maio 23, 2017

Sem dúvidas a semana começou agitada para os principais palácios governamentais do Maranhão ( La Ravardière e Leões ) as denuncias relacionadas a JBS - faz estremecer condutas até então inabaláveis no Estado.
E parece que o lamaçal de vergonha não tem fim, essa semana entraram no rol de beneficiados com doações generosas, os Deputados Weverton Rocha e Rubens Pereira Junior, que pertencem a partidos que ensaiam um pedido de impeachment, mas que na verdade, estão como o bom vocábulo diz, mais sujo que pau de galinheiro.
Pra piorar a situação palaciana, no fim do domingo, 24 presos fogem de Pedrinhas após ação audaciosa com dinamite, explosão de muros, fuzis de alta potência, em fim, tudo o que o atual governo do Estado do Maranhão disse que iria acabar... 
Isso é uma vergonha.  

Imagem do dia: prefeito de Pinheiro ganha placa de agradecimento na estrada Pinheiro | Pacas.

A imagem do dia é de uma placa em agradecimento ao prefeito de Pinheiro pelo serviço realizado na estrada Pinheiro\Pacas.
A placa que fica em frente uma residência no Bairro da Enseada, deixa um muito obrigado ao gestor pela poeira que invade as casas dos moradores que moras nas proximidades da via.   




terça-feira, 23 de maio de 2017

PM’s da Rotam prendem dupla que assaltava ônibus na Baixada

Policiais militares da Ronda Ostensiva Tático Móvel (ROTAM) prenderam no início da tarde de segunda-feira (22), na rodovia MA 014, nas proximidades do Povoado Xulanga,  na cidade de Matinha na Baixada Maranhense, Lucas Rafael Sena (18) e Otávio Silva Muniz (24).
Eles foram detidos quando estavam assaltando os passageiros do ônibus intermunicipal que faz linha São Luis/ São Joao Batista. Com a dupla foi aprendido um revólver calibre 32, uma arma de fabricação caseira (garruncha) e a quantia de 308 reais, referente a renda do ônibus.
Segundo os militares, a guarnição deparou-se com um ônibus intermunicipal, ao passar pela viatura o motorista fez um sinal de luz e de pronto os militares acompanharam o veículo.
A equipe de policiais identificou que o ônibus estava tomado por assaltantes que estavam mantendo os 37 passageiros como reféns e obrigando o motorista a dirigir até uma estrada vicinal, no povoado de Xulunga, onde pretendiam saquear o coletivo. Os PM’s conseguiram interceptar o ônibus e após negociação fizeram com que os suspeitos se rendessem e liberassem todos os reféns sem ferimentos.

Flagrado em grampo telefônico falando mal da revista com a irmã de Aécio, Reinaldo Azevedo se demite da Veja


O jornalista Reinaldo Azevedo não integra mais a equipe da revista Veja online. Ele pediu demissão nesta terça-feira (23) após divulgação de áudios em que criticava o veículo numa conversa com Andréa Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB). Ele chamou o conteúdo de uma reportagem de capa sobre senador de "nojento".  A gravação foi feita após à meia-noite do dia 13 de abril, uma quinta-feira. A conversa entre Azevedo e Andrea foi anexada pela Procuradoria-Geral da República aos áudios do inquérito que investiga o senador e a irmã. 

Durante a conversa, eles falaram da Lava Jato e da revista Veja. Reinaldo criticou uma matéria de capa que fala sobre Aécio Neves. Quando o grampo foi divulgado, o colunista pediu demissão. Veja parte da conversa:

Andrea Neves - Agora, que está acontecendo na Veja, o que o pessoal fez…

Reinaldo Azevedo - Ah, eu vi. É nojento, nojento. Eu vi.

Andrea Neves - Assinaram todos os jornalistas e vão pegar a loucura desse cara para esquentar a maluquice contra mim.

Reinaldo Azevedo - Tanto é que logo no primeiro parágrafo, a Veja publicou no começo de abril que não sei o que, na conta de Andrea Neves. Como se o depoimento do cara endossasse isso. E ele não fala isso.

Andrea Neves - Como se agora tivesse uma coleção de contas lá fora e a minha é uma delas.

Reinaldo Azevedo - Eu vou ter de entrar nessa história porque já haviam me enchido o saco. Vou entrar evidentemente com o meu texto e não com o deles. Pergunto: essas questões que você levantou para mim, posso colocar como se fosse resposta do Aécio?

Andrea Neves - Nós mandamos agora para a Veja uma nota para botar nessa matéria.

Reinaldo Azevedo - Não quer mandar para mim também?

Andrea Neves - Mando.

Acompanhante de vereador deixa políticos ouriçados no Palácio dos Leões

Falta de sofisticação e decotes mal planejados foram a marca principal do evento que reuniu os vereadores de Imperatriz no Palácio dos Leões.
A Loira de vermelho que acompanhou o vereador Paulinho Lobão chamou atenção  no evento devido ao uso de um indiscreto vestido vermelho. A loira deixou tontos o governador Flávio Dino e o secretário de infraestrutura Cleiton Noleto. Na foto Flávio Dino não segura o sorriso sem graça ao notar o decote da loira.
A visitante nada convencional, deixou muitas mulheres aliançadas enciumadas e despeitadas.
De acordo com uma especialista em moda o vestido vermelho se mal usado fica bem vulgar, o look da Loira de Vermelho não estava adequado para o horário e nem para a ocasião.

Mas o fato é que esse vestido vermelho mexeu com a imaginação de muitos senhores e também com a “língua” ferina de muitas senhoras casadas. Até um secretário que estava no local começou a passar mal, a língua não cabia na boca.


Riquinha

Vereador Oziel Menezes cobra do Governo do Estado à conclusão do Centro de tratamento de Hemodiálise de Pinheiro.

Pacientes que sofrem de doenças renais na cidade de Pinheiro precisam percorrer quilômetros durante vários dias da semana para ter acesso ao tratamento de hemodiálise em São Luís. Isso porque atrasos na obra  no município impossibilita que esses pacientes tenham acesso ao procedimento.
Os pacientes do município de Pinheiro, que fica a 333 km de São Luis, infelizmente são obrigados a enfrentar essa dura jornada. Eles enfrentam, quase que diariamente, uma jornada de duas horas de viagem de carro do município até om Cujupe em Alcântara. Depois disso, os pacientes ainda precisam enfrentar outra viagem com 1h30 de duração no Ferry Boat para chegar a capital.
Alguns pacientes por dificuldade de locomoção, não podem descer e ficam dentro do veículo com o ar condicionado desligado o tempo todo. Na chegada em São Luís, os pacientes que já estão desgastados, ainda precisam enfrentar mais três horas na máquina de hemodiálise. Depois de passar o dia em viagem na estrada e ainda passar pelo procedimento, os pacientes chegam em casa exaustos e abatidos.
Indicação do Vereador, Oziel Menezes.
Tal situação tem preocupado vereador, Oziel Menezes (`PSD) que protocolou na Câmara Municipal de Pinheiro uma indicação e sua autoria, que pede ao Governador do Estado, Flávio Dino, a conclusão imediata do Centro de hemodiálise que fica ao lado do hospital Macrorregional da Baixada. “Os pacientes não precisavam passar por isso se o Centro de hemodiálise em construção na cidade estiver pronto” disse o vereador.
Vereador Oziel Menezes (PSD), autor da indicação.
Segundo Jane Carvalho Araújo, chefe da assessoria jurídica da Secretaria de Estado de Saúde, o atraso nas obras ocorreu por conta de uma revisão nos projetos, que deveriam seguir o padrão imposto pelo Ministério da Saúde. “Os projetos eles tiveram que ser revistos e a obra paralisou para adequar as normas do Ministério da Saúde, adequar às normas da Vigilância Sanitária”.
Sem data para conclusão da obra, o governo garante que o centro será inaugurado até o final de 2017.