terça-feira, 26 de março de 2013

Bequimão: Dia de ação de saúde contra o câncer do colo uterino



O município de Bequimão vem ao longo dos tempos sofrendo com a falta de atenção e preocupação, dos gestores com a saúde da sua população. Por causa disso o município tem um dos piores índices de cobertura em atenção básica do Brasil. Para mudar essa realidade o prefeito Zé Martins já começou um trabalho que pretende mudar esse quadro e garantir aos cidadãos bequimãoenses, saúde preventiva e qualidade de vida. Um dia de ação mobilizou médicos, enfermeiros e agentes comunitários de saúde e cerca de 250 mulheres foram atendidas com exames preventivos do colo uterino contra o câncer. Cinco médicos ginecologistas e acadêmicos da UFMA se juntaram e fizeram acontecer o primeiro, de uma serie de ação da saúde que vão acontecer em Bequimão. 
O primeiro foi na cidade e outros serão levados para os povoados polos do município, garantiu a secretaria de saúde do município. Para o prefeito Zé Martins que acompanhou de perto “O Dia de Ação” disse que esse tipo de mobilização será permanente e visa dar ao cidadãos de Bequimão um acompanhamento que garantirá uma boa qualidade de vida, oferecendo uma saúde preventiva e não tratando doenças o que é muito mais caro e difícil. Vamos mudar essa triste realidade da saúde de Bequimão. Garantiu Zé Martins.
As mudanças -  Para a população e principalmente para quem sempre vai a Bequimão, já percebe as diferenças que sendo implantadas na cidade depois da posse do prefeito Zé Martins. A cidade tá limpa, esta iluminada, a rodoviária já foi recuperada, a prefeitura ta pintada, ajeitada e organizada, as praças estão limpas, os buracos estão sendo tapados; o hospital tem médicos e os postos já estão funcionando, com todas as dificuldades as coisas estão mudando e pra muito melhor, disse a senhora Maria José 78 anos moradora da cidade.




  

Roseana assina ordem de serviço para a construção do hospital da Baixada


Em um dia histórico para a região da Baixada, na manhã de quarta dia 20, a Governadora Roseana Sarney e o secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, assinaram as Ordens de Serviço para início da construção dos Hospitais Macrorregionais de Imperatriz, Santa Inês e Pinheiro, além do Hospital Regional de Chapadinha. Também participam da cerimônia o vice-governador Washington Luiz, secretários de Estado, deputados, prefeitos e outras lideranças políticas.

A convite da Governado, o Secretario de Estado do Meio Ambiente Victor Mendes o Prefeito Municipal de Pinheiro Filuca Medes e os vereadores, Oziel Meneses, Guto, Silval Souza, Antônio Ribeiro, Valter Soares, Beto de Ribão e  Concita, também estiveram presentes a na cerimônia de assinatura para o inicio da construção daquele que será de extrema importância para a Baixada Maranhense. 
Filuca Mendes destacou em seu discurso que o município também atende a municípios da Baixada Maranhense. “O Hospital Macrorregional é uma necessidade imperativa que vai melhorar o atendimento médico, pois, hoje, sem ter condições de realizar atendimento de alta complexidade, temos que transferir pacientes para São Luís, mas sofremos com essa travessia de ferry boat”, afirmou Filuca.

O hospital macrorregional que será construído em Pinheiro terá 100 leitos de internação em enfermarias, 12 leitos de UTI, quatro salas de cirurgia, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) funcionando 24 horas, e central de imagem com exames de ultrassom, raios-X, endoscopia e mamografia, além de laboratório de análises clínicas. Dispõe, ainda, de lavanderia, cozinha, reservatórios de água, tratamento de esgoto, subestação e poços artesianos próprios.




SEBRAE reuniu prefeitos da Baixada com o Secretario Claudio Azevedo


Nesta quinta-feira, 21, o SEBRAE promoveu, em Pinheiro, o penúltimo Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos e Reeleitos do Maranhão, reunindo 13 gestores do executivo municipal da Baixada Maranhense. Até agora, já foram realizados eventos similares em Balsas, Grajaú, Imperatriz, Açailândia, Santa Inês, Bacabal, Presidente Dutra, Caxias, Chapadinha e Barreirinhas, com mais de 1.200 participantes – dentre prefeitos, secretários municipais, vereadores, empresários, representantes de instituições bancárias e universidades, além de profissionais da imprensa. O último encontro está agendado para o dia 2 de abril, na cidade de Rosário. 

O Encontro de Prefeitos aconteceu no auditório do SEBRAE, localizado no centro de Pinheiro. Estiveram presentes, prefeitos, presidentes de câmara, secretários municipais, representantes das instituições parceiras do SEBRAE como: Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Caixa Econômica, Banco da Amazônia, além da AGERP, UFMA, UEMA, IFMA, CETECMA, UEMA, CDL, Associação Comercial, entre outros. 

Os prefeitos presentes dos municípios de Pinheiro, Mirinzal, Bequimão, São Bento, Bacurituba, São João Batista, São Vicente Ferrer, Serrano do Maranhão, Guimaráes, Bacurí, Cajapió, Cedral e Olinda Nova, participaram de um amplo debate sobre desenvolvimento sustentável regional e implantação da Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, visando melhorar a gestão dos pequenos negócios e mostrar casos de sucesso na gestão pública onde o SEBRAE é parte integrante dessa iniciativa exitosa. 
Na ocasião foi apresentação pelo gerente regional, Wamberg Amaral, um portfólio de projetos do SEBRAE para a região, visando fomentar, capacitar e apoiar os pequenos negócios locais, sendo parceiros rumo ao desenvolvimento econômico da região.

Um dos convidados do encontro em Pinheiro é o consultor da Unidade de Políticas Públicas do SEBRAE, Yves Ribeiro, que já esteve no Maranhão na primeira rodada dos eventos. Ribeiro é ex-prefeito das cidades pernambucanas de Iguarassu, Itapissunga e Paulista e vai falar aos prefeitos da Baixada Ocidental Maranhense sobre sua experiência 26 anos à frente de uma administração municipal. Para ele, três princípios devem reger um gestor público: ser transparente para com o povo que o elegeu, gastar menos do que arrecada e ter como maior parceiro a comunidade. “Se o prefeito conseguir fazer isso, certamente, a população vai reconhecer o seu trabalho”, orienta Yves. 

A palestra vem ao encontro da proposta do SEBRAE com os eventos: despertar-nos gestões do executivo municipal a preocupação com o desenvolvimento territorial sustentável. Além das soluções educacionais, projetos, ações e programas de seu portfólio, o SEBRAE defende a regulamentação e implementação da Lei Geral Municipal das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte como fator decisivo para fomentar a economia local por meio dos pequenos negócios

Na programação aconteceu, ainda, uma mesa redonda com os gestores do executivo municipal. “Este foi o momento que oportunizamos aos prefeitos de apresentar seus projetos voltados ao desenvolvimento local. O SEBRAE coloca à disposição dos gestores toda a expertise do seu corpo técnico para apoiá-los nesse desejo de mudar o Maranhão e um dos instrumentos que viabilizam essa transformação é a Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte”, destaca o presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE, Cláudio Azevedo – que também acumula a função de secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Desde 2012, a implementação da Lei Geral nos municípios é uma prioridade do SEBRAE, e a instituição tem se concentrado em conscientizar os gestores municipais da importância para o desenvolvimento sustentável das cidades. “As microempresas são as maiores geradoras de emprego hoje em dia. As pequenas lojas, a pessoa jurídica do Empreendedor Individual, enfim, é uma quantidade muito grande de pessoas contribuindo para o desenvolvimento de suas cidades.

Cabe ao SEBRAE apoiar o processo de implementação, ou seja, ajudar os gestores do executivo municipal a tirar essa lei do papel, torná-la realidade, para que cada vez mais haja desenvolvimento, aumento de renda e geração de emprego no país”, reforça Azevedo.


GOE prendeu assassino do Jovem Guilherme menor foragido do interior do Pará


Na manhã destes sábado 23, foi preso pelo Grupo de Operações Especiais do 10º BPM, o menor J. D. P. C. de 16 anos, o menor foi o autor do crime que vitimou o jovem Guilherme Costa Amorim também de 16 anos no ultimo dia 21 quinta-feira no bairro da Matriz em Pinheiro.

Em uma tentativa de assalto (roubo), que culminou com uma perfuração na vitima “Guilherme” após ter jogado o seu aparelho de celular para dentro de sua casa e não ter entregado aos bandidos, Guilherme foi vitima de arma branca (faca), que o levou a óbito poucas horas depois. O acusado é oriundo da cidade de Ananindeua no Pará. O suspeito ainda é acusado de crimes tanto aqui na região de Pinheiro como no Pará.

Ministério Público requer interdição da delegacia de Cajapió


No último dia 20, quarta-feira, o Ministério Público Estadual impetrou Ação Civil Pública, com pedido de liminar, contra o Estado do Maranhão, com o objetivo de que seja interditada a Delegacia de Polícia de Cajapió.

Na ação, o promotor de justiça Tharles Cunha Rodrigues Alves, titular da Comarca de  São Vicente Férrer, da qual Cajapió é termo judiciário, requer a transferência imediata da delegacia para funcionamento do expediente administrativo em outro imóvel e a proibição do recebimento de novos presos provisórios ou sentenciados nas duas unidades policiais.

A interdição foi proposta devido às péssimas condições estruturais e de salubridade do prédio, que colocam em risco a vida e a saúde dos servidores. Esse quadro foi constatado em vistoria realizada pelo promotor de justiça no final de fevereiro.

Os presos que lá se encontravam, depois das primeiras chuvas e com a consequente deterioração das instalações, foram removidos para a Delegacia de São Vicente Férrer. A fossa sanitária transbordou, alagando todo o prédio e causando odor insuportável.

Em relatório sobre a vistoria,  Tharles Cunha detalha os problemas mais graves detectados, que vão desde o excesso de umidade, provocado pelo telhado com goteiras, até o risco de incêndio, devido às instalações elétricas danificadas. “As inadequadas condições do prédio comprometem sobremaneira os documentos ali dispostos (inquéritos policiais, portarias, termos circunstanciados de ocorrências), elevando o potencial de perdas e danos destes, o que traria sérios prejuízos aos serviços prestados pela Polícia Civil e, por consequência, a todos os órgãos envolvidos no processo judiciário”, alerta o membro do Ministério Público.

No mérito da questão, a Ação Civil requer que o Estado do Maranhão seja condenado a construir, no prazo máximo de seis meses, a contar do trânsito em julgado desta decisão, uma cadeia pública na Comarca de Cajapió. Também foram solicitadas a reforma das instalações físicas da Delegacia de Polícia Civil de Cajapió, sanando todos os problemas referidos ou construção de uma nova sede; e a reestruturação do quadro funcional da unidade policial, com a lotação de um delegado de carreira e, pelo menos, mais dois agentes de investigação, para o exercício das atividades de polícia judiciária.

domingo, 24 de março de 2013

Governadora autoriza a construção de mais quatros hospitais macrorregionais


A governadora Roseana Sarney e o secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad, assinaram as Ordens de Serviço para início da construção dos Hospitais Macrorregionais de Santa Inês, Pinheiro e Imperatriz e do Hospital Regional de Chapadinha. A solenidade ocorreu nesta quarta-feira (20), no Palácio dos Leões. Presentes os prefeitos das cidades beneficiadas Sebastião Madeira (Imperatriz); Ribamar Alves (Santa Inês); Filuca Mendes (Pinheiro) e Ducilene Belezinha (Chapadinha).
“Nosso objetivo é inaugurar esses hospitais até março do próximo ano. Estamos fechando nosso planejamento de saúde, criando uma rede que inclui os Hospitais Macrorregionais que vão se somar as unidades de menor porte”, ressaltou a governadora Roseana, enfatizando que a área da saúde é prioridade em seu governo.
“Em pouco mais de três anos o governo estadual mudou radicalmente a face da saúde pública realizando um programa ousado, que vai melhorar a qualidade do atendimento médico da população”, revelou o secretário de Saúde, Ricardo Murad. Ele afirmou que todos os hospitais construídos e entregues pelo governo vão compor a rede integrada para atender a todas as necessidades dos pacientes. A meta é concluir até junho a entrega de 50 hospitais – 15 já foram inaugurados.
Hospitais - Financiados com recursos captados pelo governo junto ao Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), os Hospitais Macrorregionais de Imperatriz (orçado em R$ 17,9 milhões), Santa Inês (R$ 17,8 milhões) e Pinheiro (R$ 17,7 milhões) têm projetos arquitetônicos idênticos. Cada um terá 100 leitos de internação em enfermarias, 12 leitos de UTI, quatro salas de cirurgia, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) funcionando 24 horas, central de imagem com exames de ultrassonografia, raio-x, endoscopia e mamografia, além de laboratório de análises clínicas. Dispõe, ainda, de lavanderia, cozinha, reservatórios de água, tratamento de esgoto, subestação e poços artesianos próprios.
O Hospital Regional de Chapadinha, orçado em R$ 15.075.684,99, vai dispor de 50 leitos, seguindo o mesmo padrão das unidades já entregues na primeira etapa do Programa Saúde é Vida em Barreirinhas, Grajaú, Alto Alegre do Maranhão, Peritoró, Coroatá e Timbiras. O programa também já entregou 10 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) – 5 em São Luís e outras em Imperatriz, Timon, Codó, Coroatá e São João dos Patos.
Os novos hospitais integram a segunda etapa do Programa Saúde é Vida, empreendido pelo Governo do Maranhão. Com investimentos de mais de R$ 500 milhões, o Programa Saúde é Vida foi concebido com o objetivo de construir, equipar e ajudar a operacionalizar hospitais em municípios maranhenses.
“Saúde é a maior prioridade do nosso governo, porque sem saúde a população não pode trabalhar, estudar, nem ter qualidade de vida. Por isso a nossa determinação de oferecer aos maranhenses saúde pública de qualidade, em todas as regiões do Maranhão”, finalizou Roseana Sarney.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Assinatura de ordens de serviço para a construção dos hospitais de Imperatriz, Santa Inês e Pinheiro, acontecerá hoje (20), no Palácio dos Leões.


A assinatura, da governadora Roseana Sarney e do secretário Ricardo Murad, da Ordens de Serviço para início da construção dos Hospitais Macrorregionais de Santa Inês e Pinheiro, ocorrerá nesta quarta-feira hoje (20), às 11h, no Palácio dos Leões (Centro). Na ocasião, a governadora Roseana também autoriza as obras de edificação da unidade de Imperatriz.

O ato referente à Pinheiro e Santa Inês, assim como a inauguração do Hospital de Tufilândia, ocorreria nesta terça-feira (19), neste município, porém foi transferida por causa das chuvas intensas que caíram na madrugada e no início da manhã, em São Luís e no interior do Estado. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que uma nova data de entrega da unidade de Tufilândia será definida e divulgada. 

Financiados pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), os Hospitais Macrorregionais de Imperatriz, Santa Inês e Pinheiro têm projeto arquitetônico idênticos, assim como os que serão construídos em Caxias e Imperatriz. Cada um terá 100 leitos de internação em enfermarias, 12 leitos de UTI, quatro salas de cirurgia, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) funcionando 24 horas, e central de imagem com exames de ultrassom, raio-x, endoscopia e mamografia, além de laboratório de análises clínicas. Dispõe, ainda, de lavanderia, cozinha, reservatórios de água, tratamento de esgoto, subestação e poços artesianos próprios. Muitos prefeito que vieram a Pinheiro esperando pela governadora, ficaram revoltados. Muitos não foram nem avisados e vieram a Pinheiro. Muitos disseram que não queria ver a governadora, mas, se certificar de que o hospital sairá mesmo para Pinheiro e baixada.

SEBRAE realiza maratona promovendo encontro de prefeitos dia 21 em Pinheiro


O presidente do conselho deliberativo do SEBRAE Maranhão, Cláudio Azevedo, vai partir para mais uma maratona de viagens pelo interior do estado,  comandando os encontros de prefeitas e prefeitos eleitos e reeleitos do maranhão. 

Nesta terceira rodada, os eventos promovidos pelo SEBRAE estão agendados para chapadinha (dia 19), barreirinhas (dia 20) em pinheiro (dia 21), com a expectativa de reunir 54 gestores do executivo municipal das regiões do Itapecuru-baixo Parnaíba, Lençóis-Munim e baixada ocidental maranhense. 

Para esta semana de eventos, o SEBRAE traz novamente ao maranhão o consultor da unidade de políticas públicas, yves ribeiro, ex-prefeito de três cidades pernambucanas - iguarassu, itapissunga e paulista e que contará ao público presente a sua experiência de 26 anos como gestor do executivo municipal.  

Além de apresentar aos prefeitos o portfólio do SEBRAE e a lei geral das microempresas e empresas de pequeno porte, Cláudio Azevedo - que também é secretário de estado de agricultura, pecuária e abastecimento, faz a mediação de uma mesa redonda com os prefeitos para que falem sobre seus projetos de desenvolvimento sustentável de seus municípios. 

Os encontros estão sendo realizados pelo SEBRAE desde fevereiro e já aconteceram nas cidades de balsas, Grajaú, imperatriz, Açailândia, Santa Inês, bacabal, presidente Dutra e Caxias, reunindo mais de mil pessoas, dentre prefeitos, secretários municipais, vereadores, empresários, representantes de bancos oficiais e universidades, além da imprensa. 

Vice Isac filho toma posse amanha quinta em São Bento na Câmara de Vereadores


O vice prefeito Isac Filho vai tomar posse amanha quinta feita 21, à noite na Câmara de Vereadores de São Bento; em solenidade depois da seção do legislativo. O ato será simples e simbólico. Isac assumirá por 60 dias no lugar de Carrinho de João Muniz que se recupera de uma cirurgia no intestino no Hospital UDI em São Luis. Por recomendação medica e aconselhamento da família; pediram a Carrinho que se licenciasse e descansasse um pouco para que a sua recuperação seja feita de forma mais segura. Ainda no hospital Carrinho confirmou o desejo de passar e o ato foi assinado no leito da UTI na UDI. É meu vice, é meu amigo, tem se mostrado parceiro e eu tenho total confiança em Isac Filho, disse Carrinho. Para Isac filho não muda absolutamente nada e o governo seguirá no que foi planejado e tudo continuará dentro da mais absoluta normalidade. Essa interinidade mostra a nossa união pelas causas de São Bento e o que nós queremos é que Carrinho se recupere logo e volte ao trabalho, pois tem muita coisa pra ser feita em nossa terra e pela nossa gente. Disse Isac Filho.

Mercadinho Pinheirense é inaugurado em Pinheiro


O maior empreendimento do setor de atacado da região da Baixada foi inaugurado em Pinheiro. Entregue pelo empresários José de Ribamar Cabral, Zequinha, da sua família, de autoridades e muitos convidados que vieram da região, da Capital e de muitas partes do Brasil, na sua maioria grandes fornecedores e com um grande público que aguardava ansioso pela abertura das portas, do “Mercadinho Pinheirense”. Um investimento de mais de 7 milhões de reais que vai atender Pinheiro e a região da Baixada. Com uma gama de produtos para atender quase todos os seguimentos, o empreendimento possui restaurante, lanchonete, padaria, açougue totalmente equipado com carne de primeira e com preços que vão desde R$ 2.50, até R$20,00 reais. Segundo o proprietário Zequinha e sua esposa Sara, que desafiam quem venda mais barato a sexta básica no Maranhão ou no Nordeste, o grupo pinheirense sediado em Santa Luzia do Paruá hoje já atende 180 municípios do Maranhão e mais 31 municípios do Pará. O forte do grupo além da distribuição do atacado, os Mercadinhos já instalados em cinco municípios do Maranhão, alem de Pinheiro, Santa Luzia, Maranhãozinho, Zé Doca e Chapadinha, cresceram e se desenvolveram em tempo recorde, teem apenas 4 anos.  Zequinha que atendendo um pedido da sua mãe, começou a história dos Mercadinhos, se diz feliz e satisfeito.  A pecuária de corte é outra peça forte do grupo que abastece esses empreendimentos com carne de qualidade total. O grupo já garante hoje, cerca de quase 800 empregos diretos e milhares de indiretos e o objetivo é continuar investindo na região. Zequinha do Pinheirense, conformou a realização de um sonho: “o de voltar pra terra dos seus pais que também é a sua e retribui e ajudar no crescimento e desenvolvimento de Pinheiro”. “Vim para contribuir e pra ajudar a crescer e desenvolver essa terra que é da minha família e que é minha também”. Disse no seu discurso cheio de emoções.






COLUNA DO SARNEY: A bênção, papa Chico


O mundo inteiro viveu, nestas últimas semanas, voltado para a Basílica de São Pedro, onde, além dos homens e do espetáculo da mídia, pousava sobre as pedras, e não sobre as águas, como diz o Gênesis no relato da Criação, estava o espírito de Deus.
E ele se afirmou na escolha do homem encarregado por esse desígnio sobrenatural para dirigir a Igreja neste instante tão difícil e de tantas perplexidades e problemas, chegando mesmo o cardeal dom Cláudio Hummes,
esse velho sacerdote carregado de virtudes, dizer que “a Igreja não funciona mais” e criticar sua conduta, sua maneira de ser e até mesmo seus rituais, chegando à celebração da missa.
Ninguém esperava esse argentino de uma vida simples e cheia de exemplos tão humanos como o cardeal Jorge. O espírito de Deus não está sujeito à mídia nem às bolsas de apostas e, enquanto a especulação corria solta, eis que surge uma novidade para nós e não para os Seus planos.
E o escolhido não chega discutindo a pederastia nem o Banco Vaticano, mas dá o exemplo simples de usar a cruz de ferro e não a de ouro, ir ao balcão do seu modesto hotel e pagar a sua conta e escolher o nome de Francisco. Nada de grandes discussões filosóficas nem teológicas, mas as coisas simples e os males e pecados da vida cotidiana. É esta que está em confronto com a fé, quando o homem, mergulhado na busca do consumismo e do hedonismo, abandona sua própria razão de existir ao não meditar sobre a mais simples das indagações humanas: “De onde venho, para onde vou, o que sou e o que somos e o que serei?”
Como disse, também, dom Cláudio, seu nome já é uma encíclica. Essa escolha do nome Francisco é falar da pobreza, da dedicação da vida dos sacerdotes a Deus, de buscar o “caminho” do qual falou e não se apartar do Cristo. Ir ao povo mais humilde, como foi São Francisco, falando aos pássaros quando os homens não queriam ouvi-lo. Humanidade, espiritualidade, transcendência.
Também não passou despercebido que, na escolha do nome Francisco está uma mensagem de união. As ordens dos franciscanos e dos jesuítas foram sempre rivais. Os primeiros eram a igreja dos pobres e os segundos a dos iluminados, do conhecimento, do poder, dos meandros da política, chegando mesmo a rivalizar com o Papado, obrigando João Paulo II a chamar o Geral dos Jesuítas, o famoso padre Arrupe e, com aquele seu espírito forte de liderança, dizer: “Ajoelhe-se. Os jesuítas têm o voto de obediência ao papa. Cumpra”. E enquadrou-o, afastando-o da Teologia da Libertação.
Pois é o papa Francisco que agora une franciscanos e jesuítas para a mesma fé e mesma missão.
E como ele é muito popular em Buenos Aires, que não fique chocado quando vier ao Rio em julho próximo para a Jornada da Juventude e um carioca, desses do gingado mole, lhe pedir: “A bênção, papa Chico!”

sexta-feira, 15 de março de 2013

Barragem do Pericumã sem manutenção enfrenta sérios problemas estruturais


Em Pinheiro, a barragem do Rio Pericumã, enfrenta sérios problemas na estrutura. Ela foi inaugurada em 1982 e em 31 anos de funcionamento, nunca foi reformada. Sem manutenção adequada, a barragem que é considerada uma das maiores obras sociais da região, está entregue ao abandono.

A estrutura de ferro da obra está corroída pela ferrugem, gasta pelo tempo, comprometida pela falta de manutenção. Em uma das comportas, os cabos de aço responsáveis por movimentar as comportas quebraram há quase dois anos. As peças nunca foram trocadas e a comporta interditada.

A barragem foi construída no final dos anos 1970, pelo extinto Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS). A obra foi inaugurada com o objetivo de represar a água doce do Pericumã e impedir a invasão da água salgada.

O Rio Pericumã abastece a cidade de Pinheiro, uma das maiores da região, com mais de 70 mil pessoas. Ele também é utilizado para atividades como pesca de subsistência e na agricultura. A pescadora Maria Pereira mora a 20 metros das comportas e sabe a importância desta obra para as comunidades ribeirinhas. “É daqui do Pericumã que retiramos nossos alimentos, pegamos a água que utilizamos. Se não fosse a comporta, não sei nem o que seria da gente, porque para cá quase não temos emprego, não há terras para a gente trabalhar. Nós vivemos da pesca e se isso aqui secar, acabou tudo para nós”, conta.

Hoje a administração da barragem é de responsabilidade do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), com sede em Fortaleza. Mas na barragem não há um só funcionário do departamento para realizar a manutenção básica da obra. Para abrir as comportas, as próprias pessoas que moram próximas é que realizam a operação, como é o caso do serralheiro Antônio José Soares.

Problemas

Sem um técnico especializado ou manutenção, os problemas se acumulam. Todo o sistema de vedação das comportas, que deveria evitar a passagem da água do mar para o rio, está comprometido. Todo o material é o mesmo desde sua inauguração e não há perspectivas de quando o material, deteriorado pelo tempo, possa ser trocado. Em muitos trechos, já há vazamentos.

“Quando estas comportas foram inauguradas, ela operava com qualquer desnível de água. Hoje não se pode fazer isso. Se fizer com 20 centímetros de desnível, já é arriscado demais. Porque nas comportas que funcionam como barragem há um sistema de rodas que deslizava sobre um trilho e isso facilitava para que a borracha não ficasse totalmente pressionada. Como já houve um desgaste muito grande dessas rodas, a borracha fica totalmente pressionada e corre um sério risco de estourar, quebrar o concreto ou a roldana”, explicou o operador.

A lama também se acumula nas comportas e pode prejudicar sua abertura. Na barragem, nada funciona como deveria. Sem a manutenção devida, os motores e cabos de aço do sistema de içamento das comportas funcionam com menos de 50% de sua capacidade. “Nesses geradores é preciso fazer a troca de óleo a cada seis meses e já está indo para três, quatro anos que não é feito. O retificador de freio é acionado por uma placa. Como existem cinco comportas, você precisar tirar a placa de uma e colocar na outra para que funcione”, acrescentou Soares.

Vidraças quebradas, guarda-corpos também. Em alguns trechos a proteção foi improvisada com pedaços de madeira. A mesa que controla a abertura e fechamento das cinco comportas também tem problemas. Sem manutenção há cinco anos, há chaves travadas, por exemplo.

A barragem não tem sequer energia elétrica. A pequena subestação instalada no local há anos foi desativada por falta de pagamento da conta de luz. O motor que deveria gerar energia para mover as comportas também está parado.

A Prefeitura de Pinheiro encaminhou ofícios ao Dnocs e á Secretaria Estadual de Infraestrutura (Sindra) comunicando os problemas e pedindo soluções. Se nada for feito, só resta aos ribeirinhos rezarem e torcerem para que o período de chuvas não seja tão intenso e que várias famílias não fiquem desabrigadas. “A nossa preocupação é essa. Quando o inverno chega isso aqui tudo fica alagado. Se encher e a comporta não forem aberta, o que poderemos fazer?”, indagou o pescador João Pereira.

De acordo com a assessoria do Dnocs, recentemente o departamento elaborou um plano de recuperação da barragem. No entanto, aguarda a liberação de recursos do governo federal para dar início aos trabalhos de reparos.

Falta de chuva prejudica plantio de milho e arroz em Pinheiro e região


A falta de chuvas atrasou o plantio do milho e do arroz na Baixada Maranhense. Em Pinheiro, o cultivo, que geralmente é feito nos meses de novembro e dezembro, só ocorreu recentemente.

Como choveram um pouco no início de janeiro, muitos lavradores se animaram e plantaram as sementes. Mas o problema é que as chuvas desapareceram e os produtores rurais já enfrentam os prejuízos.

Corregedor e juízes itam a Fazenda do Amor Misericordioso


Durante inspeção à Comarca de Pinheiro, o corregedor-geral da Justiça do Maranhão, Des. Cleones Carvalho Cunha teve a oportunidade de conhecer a Fazenda do Amor Misericordioso, um centro de recuperação para dependentes químicos criado pela Diocese de Pinheiro. Lá, 60 internos, voluntariamente, passam por tratamento gratuito, que dura nove meses.

“Fiquei bastante entusiasmado com o trabalho realizado pela Diocese de Pinheiro neste centro de tratamento. São 60 pessoas que buscaram ajuda voluntariamente e isso é muito significativo. Por isso o alto índice de recuperação. Só fica no centro quem quiser, não está lá obrigado”, destacou o corregedor Cleones Cunha.

O desembargador parabenizou o trabalho coordenado pelo padre João Luiz Mancini, que o acompanhou durante a visita às instalações da Fazenda do Amor Misericordioso. Segundo ele, é desenvolvido no local um programa que envolve “profunda espiritualidade à luz da Palavra de Deus, laborterapia rural, assistência psicológica, atividades educacionais, culturais e esportivas”. São realizados, também, atendimentos médico e odontológico.

Também participaram da visita os juízes Anderson Sobral, Júlio Prazeres e Lavínia Macedo, titulares, respectivamente, da 1ª e 2ª Varas e Juizado Especial Cível e Criminal.

De acordo com o padre Mancini, a Fazenda do Amor Misericordioso foi criada em 2005, com a ajuda da comunidade e de amigos italianos e alemães, o que possibilitou a aquisição do terreno, de 17 hectares, e construção do espaço físico. Atualmente, o centro de recuperação é mantido com a ajuda de famílias de internos que têm condições de ajudar e benfeitores de Pinheiro e de outras cidades.

O trabalho da Diocese de Pinheiro, por meio da Pastoral da Sobriedade, também é feito com foco na prevenção. São realizadas palestras e visitas à fazenda com a apresentação de testemunhos dos internos.

Médico indenizará famílias de jovens atropelados e mortos na barragem da Justina em Pinheiro


A Justiça determinou que um médico que atropelou e matou dois adolescentes terá que pagar R$ 54.500,00 de indenização por danos morais à mãe de cada um deles, além de pensão alimentícia mensal. A decisão é da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão, que manteve sentença do juiz da comarca de Pinheiro, Júlio Cesar Lima Praseres.

O caso aconteceu em Pinheiro, em outubro de 2007, quando os dois adolescentes, de 14 e 16 anos, trafegavam de bicicleta no acostamento da rodovia que liga Santa Helena a Pinheiro.
De acordo com o pedido das mães das vítimas, uma pescadora e uma lavradora, o médico estaria voltando de uma vaquejada, quando tentou ultrapassar um caminhão, atingindo uma motocicleta que trafegava em sentido contrário e, em seguida, a bicicleta com  os dois menores, que morreram no local.

O médico, que teria apresentado sinais visíveis de embriaguez, tendo sido encontradas garrafas de bebida no interior do veículo,  recorreu pedindo a exclusão ou diminuição da condenação, alegando que o valor seria exorbitante e injusto, que não foi o causador do acidente e não se recordaria de ter atingido os adolescentes.

A relatora do recurso, desembargadora Nelma Sarney considerou que a carga de provas apresentadas pelo médico  (boletim de ocorrência e depoimentos de testemunhas)  foram suficientes para demonstrar que os filhos das autoras morreram em decorrência do acidente causado por imprudência do médico, ao tentar fazer ultrapassagem indevida em uma curva.

Para desembargadora, o juiz agiu de forma correta ao julgar antecipadamente o processo, concluindo pela suficiência das provas. Ela concordou que os valores dos danos moral (R$ 54.500,00) e material (dois terços do salário mínimo até quando as vítimas completariam 25 anos de idade, reduzido para um terço do salário mínimo até quando completariam 65 anos) foram fixados conforme as peculiaridades do caso e de acordo o entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Prefeita Donária de Serrano do Maranhão visita SEBRAE em Pinheiro


A Unidade Regional do SEBRAE Maranhão em Pinheiro recebeu no último dia 06 (quarta-feira) a visita da prefeita de Serrano do Maranhão, Donária Rodrigues. Ela foi recebida pelo gerente da regional, Wamberg Amaral, que na ocasião apresentou vários projetos desenvolvidos pelo SEBRAE na Baixada Maranhense, que podem ser implementados em Serrano. 

Município de pouco mais de 10 mil habitantes, a população de Serrano do Maranhão é predominantemente rural, de acordo com dados do IBGE. Segundo Donária, a prefeitura se interessa em desenvolver ações conjuntas com o SEBRAE. “Serrano quer estreitar nossas relações com o SEBRAE, por termos certeza do quanto essas ações e projetos ajudam a desenvolver nossa região”, disse a prefeita.

Atualmente, Serrano do Maranhão faz parte do projeto de Consultoria para Elaboração de Processo de Gestão junto ao consórcio CONGUARÁS, prestado pelo SEBRAE. 
Na oportunidade, Wamberg entregou à Donária Rodrigues o convite para o Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos e Reeleitos de Pinheiro, que acontece no próximo dia 21 no município, reunindo os gestores municipais da Baixada. 

Secretário de Segurança recebe Militares que prenderam acusados de seqüestro em Pinheiro


O Secretário de Estado de Segurança Pública, Aluisio Mendes recebeu, em seu gabinete, a equipe da 12º Companhia Independente da Polícia Militar, que fica sediada em Zé Doca. Os militares foram responsáveis pela prisão e apreensão do seqüestrador e na apreensão de um adolescente, suspeitos de envolvimento no seqüestro da gerente de uma agência bancaria na cidade de Pinheiro, crime ocorrido na última sexta-feira (8).

“Essa equipe fez um excelente trabalho. Essa prisão mostra mais uma vez que no Maranhão todas as Polícias estão atentas e preparadas para combater qualquer prática criminosa”, comentou o secretário de Segurança parabenizando os militares pela prisão..
 Prisão - Atailde Dias Cantanhede, conhecido por “Boi”, de 33 anos,  foi detido após a Polícia Militar em conjunto com a Polícia Civil iniciarem as diligências a fim de localizar o seqüestrador. “Por determinação do comandante geral, montamos diversas barreiras a fim de prender os criminosos. Assim que identificamos que o veículo era o mesmo da vitima, demos voz de prisão e logramos êxito”, explicou o comandante da 12ª C.I, major Glauber Silva.

A dupla foi detida em uma estrada que liga Zé Doca à cidade de Pinheiro. Na ação, um adolescente também foi apreendido suspeito de cometer o ato infracional. Atailde Dias Cantanhede, conhecido por “Boi”, de 33 anos,  após ser preso, ele foi encaminhado a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), onde foi lavrado o flagrante.

Durante a ação foi apreendido um revolver calibre 38, que segundo os policiais, teria sido utilizado para manter a família refém.  A dupla foi encontrada com o veículo da vítima, um Gran Siena. A Polícia também confirmou que o carro foi utilizado na fuga dos criminosos. Atailde Dias permanece detido na Penitenciária de Pedrinhas à disposição da Justiça.

Esteve presentes ainda o secretário adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Laercio Costa; o comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco; e ainda os militares que efetuaram  a prisão, os sargentos Henrique Silva e José Borralho; o cabo Deildon e os soldados Francisco Assis e Sergio Medeiros.