quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

começou mal: Genésio Luciano corta salário de servidores gera revolta e vai enfrentar protesto

E Genesinho, como já profetizara Waldir Maranhão, terminou o primeiro mês de mandato sendo o que é: filho de Zé Genésio, embora em certos momentos tenha até renegado a origem.
Começou atrasando salários e atraindo para si o descontentamento dos funcionários públicos, que há dezesseis anos não viam acontecer atrasos nos seus vencimentos e deve enfrentar o primeiro protesto do mandato – justamente dos professores que tanto prometeu valorizar.
A guarda municipal da cidade chora mais de R$200,00 de desconto em seus proventos, os profissionais da saúde choram o salário de dezembro bloqueado a pedido de Genesinho e agora também o de janeiro que não foi pago. Professores, a classe que seria mais valorizada por Genesinho, não recebeu terço de féria, e os classificados desde na gestão do prefeito Filuca, viram seus aumentos pegar asas e voar logo no primeiro mês de Genesinho como gestor.
Profissionais da educação e Guardas Municipais se mobilizam para protestar no prédio da prefeitura de Pinheiro na manhã desta quinta-feira, 02, cobrando seus direitos adquiridos e concedidos pelo ex-gestor, Filuca Mendes, e tirado pelo atual gestor, Luciano filho de Zé Genésio.
Mas Genesinho está cansado, afinal, em seu primeiro mês no seu primeiro emprego de que se tenha conhecimento, Genesinho já teve uma amostra que o cargo importa requisitos que ele detesta: trabalhar, acordar cedo, dar expediente, sua camisa ou fazer um pouco mais que seja do que ‘marcar presença.
O gestor lidera pelo exemplo. E Genesinho não é bem o que se pode chamar de bom exemplo, pelo menos quando o assunto é esse.
Algumas perguntas hoje circulavam na cidade, partindo de funcionários que já se preocupam com os próximos 47 meses. Será que vai ser sempre assim? Será que Genesinho também atrasou o próprio salário ou tá vivendo de mesadinha da esposa, dos financiadores agora sócios do empreendimento Prefeitura se Pinheiro?
A preocupação dos funcionários é justa. Imagina então no próximo mês quando Prefeitinho Genesinho tiver que pagar os mais de os milhares colaboradores contratados pelo município, dar conta dos compromissos com os financiadores e fazer as obras que o povo quer.
É bom botar as barbas de molho. Logo logo vai ter gente dizendo de cara pra ele, sem mandar recado e batendo peito – Pinheiro era feliz e não sabia.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário