quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Vergonha: Rede Globo desmente comunistas e mostra que violência está descontrolada no Maranhão…

Cai a máscara do governador que vivia culpando os governos passados, São Luís foi mostrada como a cidade mais violenta do Brasil.
Profissão Repórter desfaz publicidade enganosa dos comunistas e mostra que os “investimentos” anunciados são irrisórios, o governo perdeu a força contra as facções criminosas, que já estão dominando mais que o governo. Bandidos vivem explodindo bancos, executam, matam, traficam em plena luz do dia não apenas na capital, mas nas 217 cidades do estado.
Mesmo durante a apresentação do programa as publicidades do governo não cansavam de mostrar uma realidade inexistente, a peça publicitária dizia que o governo investe em viaturas, na contratação de policiais, blá, blá, blá, mas não resolvem o problema.
Pistolagem: Bastou uma pequena volta na ambulância da SAMU para o repórter observar que a violência está descontrolada, isso, devido à falta de ação do Estado.
Acompanhe um trecho retirado do programa dessa noite:
Em São Luís, no Maranhão, o repórter Estevan Muniz esteve acompanhando uma equipe do Samu que foi socorrer um rapaz baleado. São Luís passou a ser a capital mais violenta do país, a taxa de homicídio é de 90 para cada 100 mil pessoas. A média nacional é de 29 mortes a cada grupo de 100 mil.
Renato Sérgio de Lima, historiador que preside a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos, aponta que a chegada de facções criminosas vindas do sudeste do país é a principal causa do aumento da violência em São Luís. “No período do começo dos anos 2000 até 2014 experimentou-se uma onda de violência relacionada à expansão do crime organizado com uma nova configuração das facções criminosas que se organizaram, em primeiro lugar, dentro do sistema prisional, e também fez conexão com facções nacionais colocando a cidade em uma situação de disputa de territórios”, afirma.
Nota do blog:
Acordo com facções:
Pesa contra a atual gestão um possível acordo para “manter  a paz” dentro dos muros de Pedrinhas, presidio que ficou conhecido mundialmente na gestão passada da governadora Roseana Sarney, pelas decapitações.
Recentemente, houve prisão de uma quadrilha e drogas foram apreendidas, bastou isso para voltarem os ataques a ônibus, que foram incendiados, e a desconfiança desse acordo ganhou notoriedade nos bastidores políticos.

 Confira no vídeo:
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário